Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Máquinas | 07/06/2017 | 16h35

Plano Safra 2017/18 oferece R$ 190 bi em crédito

Volume é recorde no setor agrícola; montante para o Moderfrota cresceu 82%

MÁRIO CURCIO, AB

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Blairo Maggi anunciou na quarta-feira R$ 190,2 bilhões destinados ao Plano Agrícola e Pecuário, Plano Safra 2017/18, pelo qual médios e grandes produtores terão acesso a crédito entre 1º de julho deste ano e 30 de junho de 2018. Este é o maior volume histórico de recursos para financiar a agricultura do País.

Com o plano, o Moderfrota, destinado à compra de máquinas agrícolas, passa a contar com R$ 9,2 bilhões, um incremento de 82,2%. A compra de tratores e equipamentos terá o limite de financiamento de 90% do valor a ser parcelado, com prazo de sete anos.

Segundo o ministério da Agricultura a taxa de juros se manteve em 7,5% para produtores com rendimento abaixo R$ 90 milhões, mas subiu de 9% para 10,5% para aqueles com rendimento igual ou superior a esse valor.

A venda de máquinas agrícolas vem crescendo desde a metade de 2016. De janeiro a maio de 2017 atingiu 17,3 mil unidades, registrando alta de 28,7% sobre o mesmo período do ano passado. Além da safra recorde, os fabricantes atribuem os bons resultados à disponibilidade de crédito: “Pela primeira vez num período recente não tivemos a interrupção nas linhas de financiamento, sobretudo o Moderfrota”, afirma Ana Helena de Andrade, vice-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Ela se refere a interrupções na linha de crédito que ocorreram em anos recentes por causa de indefinições sobre a taxa de juros a ser aplicada a cada renovação.

“Esse crescimento contínuo no setor de máquinas confirma que o que precisamos (na indústria automobilística) é de previsibilidade, com isso as coisas andam sozinhas”, afirmou o presidente da Anfavea, Antonio Megale, referindo-se ao desejo pela definição rápida do cenário político.

MOMENTO FAVORÁVEL ÀS MÁQUINAS

A venda de tratores de rodas no acumulado até maio somou 14,6 mil unidades e alta de 34,5% sobre o mesmo período do ano passado. As colhedoras de grãos passaram de 1,6 mil unidades, um crescimento de 22,3%.

- Veja aqui os dados de maio da Anfavea
- Veja aqui outros dados da indústria
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência

As vendas totais em maio anotaram alta de quase 20% sobre abril, em parte como reflexo da Agrishow (maior feira agrícola do País, que ocorreu entre os dias 1º e 5/5/2017).

“A feira ocorreu em um ambiente bem mais positivo que em edições recentes e ainda haverá muitos negócios se concretizando em consequência desse evento nos próximos meses”, estima Megale.

Já o desempenho daquelas máquinas com vendas atreladas a obras de infraestrutura continua fraco. Nos cinco primeiros meses do ano foram vendidas apenas 345 retroescavadeiras, 25,6% abaixo de igual período de 2016. Os tratores de esteiras recuaram 13,7%, somando apenas 88 unidades no acumulado de 2017.

MERCADO EXTERNO E PRODUÇÃO

De janeiro a maio o Brasil enviou 4,5 mil máquinas agrícolas ao exterior. O volume foi 30,6% maior que o anotado nos mesmos meses do ano passado. “As exportações são um componente importante. Um negócio sustentável é o que tem bom equilíbrio entre os mercados externo e interno”, afirma Ana Helena. A estimativa de crescimento de 6% nas exportações feita no início do ano deve ser revista para cima em um ou dois meses pela Anfavea, bem como a produção.

Como consequência do crescimento do mercado interno e exportações, a produção de máquinas somou até maio 24,1 mil unidades, registrando alta de 52,2% sobre o mesmo período do ano passado. Somente em tratores de rodas foram montadas 19,4 mil unidades, um crescimento de quase 60%. As colheitadeiras de grãos atingiram 2,1 mil unidades, um acréscimo de 65,4%.

Embora as altas sejam expressivas, elas ocorrem sobre uma base de comparação muito baixa e, segundo a Anfavea, a capacidade ociosa do setor continua próxima a 80%.



Tags: Ministério, Agricultora, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, Moderfrota, Anfavea, Antonio Megale, Ana Helena de Andrade, tratores, colheitadeiras, retroescavadeiras.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência