Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
 Indian interrompe a produção em Manaus

Indústria | 20/06/2017 | 15h12

Indian interrompe a produção em Manaus

Empresa alega estoques elevados em decorrência do cenário econômico

MÁRIO CURCIO, AB

A produção das motos Indian foi suspensa em maio e permanece parada, sem previsão de retomada. A empresa atribuiu o problema a estoques elevados de todos os modelos em razão do cenário econômico.

“Até que esta situação se normalize não se faz necessária a montagem de mais unidades”, alega a empresa.

Desde o segundo semestre de 2015 até o fim de abril deste ano a Indian montou no Brasil 808 motocicletas, mas os emplacamentos de lá para cá atingiram somente 583 unidades. Essa diferença de 225 motos supera todos os licenciamentos da Indian em 2017 (apenas 158 unidades).

De acordo com a Polaris, que detém os direitos de produção e venda da Indian, as concessionárias (cinco ao todo) continuam abertas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis e Goiânia. De janeiro a maio foram emplacadas no Brasil 158 motocicletas da marca. A mais acessível (e também a mais vendida no País) é a Scout, com motor de 1.133 cc e preço sugerido de R$ R$ 49.990. A topo de linha Roadmaster, com 1.800 cc, sai por R$ 104.990.

As Indian são montadas em Manaus dentro da estrutura da Dafra, que em abril também foi forçada a interromper sua produção como consequência da retração do mercado, mas a retomou em maio. A Indian não informa se houve corte de mão de obra.

Tags: Indian, Polaris, Abraciclo, Scout, Roadmaster.


Comentários

  • marcio

    houve corte de mao de obra sim.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
AB Inteligência