NOTÍCIAS
23/08/2017 | 20h29

Comerciais

MAN LA prevê alta de 10% nas vendas de ônibus em 2018

Após 4 anos de queda consecutiva, 2017 se configura como 1º ano de recuperação


SUELI REIS, AB

Após atingir o fundo do poço, com três anos consecutivos de queda das vendas, o mercado de ônibus começa a vislumbrar certa melhora nos negócios. Isso porque 2017 começa a dar sinais de recuperação, ainda que muito tímida, melhorando as expectativas para 2018. Segundo o gerente executivo de vendas de ônibus da MAN Latin America, Jorge Carrer, há um cenário de evolução do mercado que vem se desenvolvendo desde abril. Segundo o executivo, o ano só começou de fato para o segmento depois do primeiro trimestre, cujas vendas ainda refletiam o momento ruim do fim do ano passado.

“Acredito que o pior já passou; 2016 é um ano para esquecer e 2017 será o primeiro ano de recuperação após três anos constantes de queda”, afirma. “Este ano será um pouco melhor que 2016. Se excluirmos o primeiro trimestre, em 2017 teríamos crescimento de 10%, mas estamos prevendo alcançar este índice só em 2018.”

Alguns fatores estão contribuindo para movimentar o mercado, que ainda amarga queda de 17% das vendas totais no acumulado até julho, para pouco mais de 6,1 mil chassis. Carrer conta que apesar da indefinição sobre a nova licitação do transporte público em São Paulo – o maior mercado do País para o segmento de ônibus urbano – algumas operadoras têm feito renovação mínima dentro do necessário.

Outras praças também vêm investindo em novos veículos, após o reajuste da tarifa para alguns municípios com a entrada das novas gestões políticas nas prefeituras. Ele cita algumas cidades da região Nordeste, como Recife e Fortaleza, e outras do Centro-Oeste, como Anápólis (GO), além de Manaus (AM) e alguns lugares de Minas Gerais.

“Ainda que não tenha sido o melhor dos mundos, conseguimos vender bem; é um bom aspecto se comparar com o início do ano”, comenta. “O segmento rodoviário teve algum movimento tímido no primeiro semestre, mas o de fretamento, que tinha desaparecido nos dois últimos anos, reapareceu neste semestre”, observa.

A empresa, que detém 19% das vendas nacionais com os ônibus Volkswagen, também projeta aumentar sua participação no mercado, mas prefere não arriscar uma meta. Para isso, a MAN já se preparou para atender necessidades específicas do segmento de chassis urbanos, que segundo Carrer, necessita de qualidade e benefícios no custo de operação, além de serviços de gestão de frota e serviços para o consumidor.

Nesse sentido, a montadora focará suas vendas nos chassis com suspensão pneumática, principal inovação dos carros-chefes do seu portfólio. A MAN mostrará em São Paulo na próxima semana durante a Transpúblico alguns chassis que apresentou no Rio de Janeiro na FetransRio, realizada em novembro passado. Entre elas, o 17.280, pela primeira vez com suspensão pneumática, além de outros modelos com piso baixo e motor traseiro.

“A realidade do ônibus brasileiro não se reflete no mercado de grandes cidades como São Paulo, por exemplo. Ainda há muito motor dianteiro por aí. No nosso caso, eles representam metade das vendas; assim como no mercado total brasileiro, ainda são 50%”, revela.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 18/10/2017
Medidas simples e novos estudos ajudam na redução de emissões de CO2

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement
AUTOINFORME | 19/10/2017
Hyundai produz em Ulsan 1,5 milhão de carros por ano
DE CARRO POR AÍ | 13/10/2017
Com Jumpy, marca avança em novo território
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes