Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Yamaha produz 33% mais motos em 2017
150 Factor, a Yamaha mais vendida: 15,5 mil unidades emplacadas em 2017

Indústria | 12/09/2017 | 19h53

Yamaha produz 33% mais motos em 2017

Agosto atingiu pico de 12,5 mil unidades, seu melhor mês em quase dois anos

MÁRIO CURCIO, AB

A Yamaha está vivendo um momento diferente de outras fábricas de motos instaladas no Brasil. A vice-líder de mercado produziu em agosto 12,5 mil unidades, o melhor mês desde setembro de 2015. No acumulado do ano ela montou 83,2 mil unidades, 33,2% a mais que no mesmo período do ano passado.

Suas vendas no atacado somaram em agosto 11,7 mil unidades, o maior volume desde dezembro de 2015. No acumulado do ano a Yamaha entregou aos concessionários 76,1 mil unidades, registrando alta de 19,9% sobre iguais meses de 2016. Como comparação, a produção da líder Honda baixou 13,5% e suas vendas no atacado recuaram 14,3% em relação ao período janeiro-agosto de 2016.

Vale dizer ainda que os emplacamentos da Yamaha cresceram 3%, enquanto os do segmento de motos como um todo recuou 7,5% de acordo com a Abraciclo, associação que reúne fabricantes instalados em Manaus (veja aqui).

Essa recuperação da Yamaha se deve a alguns modelos de baixa cilindrada. Sua moto mais vendida, a YBR 150 Factor, teve 15,5 mil unidades lacradas de janeiro a agosto. É mais do que os emplacamentos de BMW, Dafra e Suzuki juntas. E a Yamaha YS 150 Fazer, da qual a Factor deriva, registrou 7,5 mil unidades no período.

Outra contribuição importante à Yamaha foram os scooters Neo 125 e NMax 160. Apesar de terem preços bem diferentes (R$ 7.990 e R$ 11.690, respectivamente), registraram emplacamentos muito parecidos no acumulado até agosto, o que dá a entender que não estão parando nas revendas. O Neo teve 6,3 mil unidades licenciadas e o NMax, 6,25 mil. Outra Yamaha bem-aceita é a 150 Crosser, com quase 10 mil unidades emplacadas nos mesmos oito meses.

HARLEY-DAVIDSON TAMBÉM RESPIRA

Depois de enfrentar um 2016 bastante ruim, com 4,7 mil unidades e queda de quase 30% em relação a 2015, a Harley-Davidson voltou a crescer em 2017. Seus emplacamentos de janeiro a agosto (3,5 mil) aumentaram 17,6% sobre igual período de 2016.

E tanto sua produção como as vendas no atacado ultrapassaram as 3,3 mil unidades, registrando altas superiores a 11%.



Tags: Yamaha, Honda, YBR 150 Factor, YS 150 Fazer, BMW, Dafra, Suzuki, Harley-Davidson.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência