Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Processo de compra do veículo: 80% começam nas mídias digitais
Fernanda Wanderley media painel com Farouk Azanki (Google), Luis Fernando Guidorzi (Facebook) e Mikail Cestari (LinkedIn) (Fotos: Luis Prado)

Marketing | 25/09/2017 | 20h00

Processo de compra do veículo: 80% começam nas mídias digitais

Empresas têm o desafio de se adequar para não perder o cliente de vista

MAIRA NASCIMENTO, PARA AB

Nos últimos anos, o que se tem visto nas áreas de marketing das montadoras é a redução constante dos investimentos em propaganda em mídias offline e o aumento gradativo destes recursos em mídias digitais e on-line para acompanhar um novo comportamento do consumidor. Essa migração deve ficar ainda mais intensa, na visão dos representantes das principais redes sociais da atualidade que participaram do painel durante o V Fórum Marketing Automotivo, realizado por Automotive Business na segunda-feira, 25, em São Paulo, e mediado pela sócia-diretora da StratLab, Fernanda Wanderley.

De acordo com o líder da equipe do Google para o setor automotivo, Farouk Azanki, 80% das vendas de veículos no País atualmente começaram de alguma forma nas mídias digitais, contra 62% em 2016. Contudo, Azanki enfatiza que o processo de compra de um carro é complexo e muitas vezes longo, começa no mundo digital e se encerra na loja física, deixando lacunas sobre algumas preferências do consumidor. Uma delas, relacionada à plataforma: “O smartphone tem sido usado em por 80% dos compradores de carros. Esses consumidores buscam informações sobre os produtos, fazem comparativos, mas não permanecem lá quando precisam preencher formulários para leads e muitos preferem já ligar para as lojas.”

Azanki ainda enfatiza que muitas empresas do setor automotivo não estão preparadas para essas mudanças e ainda não desenvolveram seus sites para esta plataforma.

Porém, durante as etapas do processo de compra de um veículo, muitas vezes o cliente só tem contato com a montadora ou com a concessionária nas últimas etapas, quando está finalizando sua escolha. Mikail Cestari, Manager do LinkedIn, lembrou que é preciso que esse cliente não permaneça sozinho durante tanto tempo e que a marca deve saber a forma e o momento de abordá-lo. Conhecimento que tem origem no CRM, programa que, para o executivo do LinkedIn, deve estar presente na cultura da empresa para que ela consiga trazer o cliente para perto.

Um bom programa de CRM garante os melhores resultados na comunicação eficaz, segundo Luis Fernando Guidorzi, da área de client partner do segmento de automóveis do Facebook. Para ele, CRM é capaz de unificar e integrar os dados originados nos diversos canais de comunicação com o cliente. Além disso, enfatiza que o compartilhamento dessas informações sobre os consumidores entre montadora e sua rede de concessionárias contribui para a melhora dessa comunicação. “É importante existir um trabalho conjunto, uma conexão entre a cadeia para que a divulgação das informações seja eficiente e não repetitiva.”

Os participantes foram unânimes em defender que, embora existam atualmente diversos canais de comunicação disponíveis para os clientes, todos eles devem falar a mesma língua, passando as informações corretas, garantindo um atendimento de forma completa ao longo da experiência de compra.



Tags: Marketing, processo de compra, V Fórum Marketing Automotivo, Google, Facebook, LinkedIn, CRM.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência