Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Legislação | 29/09/2017 | 19h55

Brasil apela contra decisão da OMC que condena Inovar-Auto

Recurso dá tempo hábil para que política industrial chegue ao fim

REDAÇÃO AB

O Brasil apresentou na quinta-feira, 28, um recurso de apelação que questiona a decisão da OMC, Organização Mundial do Comércio, divulgada no fim de agosto e que determinava ao País o prazo de até 90 dias para retirar os incentivos fiscais previstos no Inovar-Auto. Na ocasião, o Ministério das Relações Exteriores, ao tomar conhecimento do prazo, emitiu comunicado informando que cabia recurso e que o País iria recorrer (leia aqui).

Na prática, a apelação dará tempo suficiente para que o Inovar-Auto chegue ao fim, em 31 de dezembro deste ano, antes que o processo tenha que seguir adiante, uma vez que nova decisão pela OMC deve demorar outros 90 dias pelo trâmite legal.

O Inovar-Auto do modo como é configurado foi alvo de queixas de outros países que se sentiram lesados com a política industrial que entrou em vigor em janeiro de 2013. Em dezembro daquele mesmo ano, a União Europeia fez uma reclamação sobre as medidas de sobretaxação impostas pelo programa. Na ocasião, medidas semelhantes foram concedidas aos setores eletrônico, indústria de tecnologia e bens produzidos em zonas de livre comércio, além de benefícios fiscais para exportadores, o que também foi questionado pela UE.

Um mês depois, em janeiro de 2014, o Japão pediu para ingressar na ação movida contra o Brasil. Meses depois, Argentina e Estados Unidos também ingressaram na consulta. A acusação é de que era anticompetitivo estabelecer regimes tributários diferenciados para produtos produzidos no Brasil. Os países defenderam que isso dificulta as importações desses itens para o País.

A acusação foi então levada ao órgão mundial, que abriu um painel para averiguar. Em novembro do ano passado, a OMC emitiu então seu parecer, condenando o Brasil pelo protecionismo ao considerar as medidas inconsistentes com as regras internacionais. Na época, a OMC entendeu que o programa beneficia o produto nacional em detrimento do importado ao tornar tal prática um subsídio, acatando a acusação de prática anticompetitiva.



Tags: Inovar-Auto, OMC, condenação, recurso, apelação.

Comentários

  • VITOR

    IMPORTANTE RESSALTAR QUE O INOVAR-AUTO GERA OBRIGAÇÕES A MONTADORAS ATÉ 2020 - INVESTIMENTOS NO BRASIL, LOGO MESMO COM A APELAÇÃO, CASO NÃO SEJA ACEITA, FICA A PERGUNTA: AS MONTADORAS TERÃO DE INVESTIR PELOS PRÓXIMOS 3 ANOS CONFORME A LEGISLAÇÃO DO INOVAR AUTO OU SE LIVRAM DA OBRIGAÇÃO APESAR DOS BENEFICIOS ATÉ O FINAL DESSE ANO? OBRIGADO.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência