NOTÍCIAS
18/12/2017 | 17h36

Crédito

Financiamento de veículos leves cresce 6,9%

Vendas a prazo até novembro superam 1 milhão de unidades


REDAÇÃO AB

A venda financiada de veículos leves de janeiro a novembro somou pouco mais de 1 milhão de unidades, registrando alta de 6,9% sobre o mesmo período do ano passado.

Os números foram fornecidos pela B3 e incluem vendas por Crédito Direto ao Consumidor (CDC), consórcio e leasing.

O total de vendas a prazo registrado nos 11 meses equivale a 52,2% dos quase 2 milhões de automóveis e comerciais leves emplacados de janeiro a novembro de 2017.

- Veja aqui os dados da B3
- Veja aqui outros dados de financiamentos
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência

Já a venda financiada de veículos comerciais pesados (caminhões e ônibus) somou no acumulado do ano 56,5 mil unidades, anotando alta de 8,7% sobre o mesmo período de 2016. O volume de vendas a prazo responde por 95,2% de todos os caminhões e ônibus licenciados no País até novembro.

A venda a prazo de motocicletas continua em queda. Nos 11 meses foram 542,1 mil unidades financiadas, 51% a menos que nos mesmos meses de 2016. As vendas financiadas responderam por 70% das motos entregues até novembro.

De acordo com a B3, a modalidade CDC respondeu por 85% dos financiamentos de veículos zero-quilômetro em 2017.

FINANCIAMENTO DE USADOS CRESCE 14,6%

O volume total de usados financiados no acumulado do ano foi de pouco mais de 3 milhões de unidades, registrando alta de 14,6% sobre os mesmos 11 meses do ano passado. O crescimento foi especialmente motivado pelo parcelamento de automóveis e comerciais leves de segunda mão, que alcançou 2,76 milhões de unidades, crescendo 14,4%. A venda a prazo de motos usadas também teve crescimento expressivo, de 32,9%, mas com menor volume, 126,4 mil.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:


QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 16/01/2018
Quem liderou os principais segmentos em 2017

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement
Advertisement Advertisement
QUALIDADE | 01/12/2017
Envolver e motivar colaboradores é essencial para gerar bons resultados
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
INOVAÇÃO | 19/01/2018
Há alguns obstáculos para fazer dar certo a relação entre elefantes e formiguinhas
AUTOINFORME | 10/01/2018
Só três dos 15 mais importados não são utilitários esportivos
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
DE CARRO POR AÍ | 12/01/2018
Que tal pagar uns R$ 64.000 pela versão Precision, 1.8, automática?