Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Fiat Cronos surpreende com preços sugeridos de R$ 54 mil a R$ 70 mil

Lançamentos | 22/02/2018 | 09h00

Fiat Cronos surpreende com preços sugeridos de R$ 54 mil a R$ 70 mil

Sedã chega com valores competitivos; versão 1.3 de entrada custa R$ 6 mil a menos que novo VW Virtus

MÁRIO CURCIO, AB | Do Rio de Janeiro (RJ)

A Fiat divulgou os preços do seu novo sedã Cronos para o mercado brasileiro. O carro chega da Argentina com preço bastante competitivo, começando em R$ 53.990 na versão 1.3 manual mais acessível. São cinco opções ao todo, duas 1.3 manuais, uma 1.3 automatizada, uma 1.8 manual e uma 1.8 automática, esta por R$ 69.990.

Com essa gama de preços, a versão básica custa R$ 6 mil a menos do que o VW Virtus mais acessível (1.6 MSI manual, R$ 59.990) e a topo de linha fica R$ 10 mil abaixo do Virtus Highline 200 TSI 1.0 turbinado (R$ 79.990). Claro que essa briga nem bem começou, os preços podem mudar bastante depois do lançamento, mas é inegável a vantagem inicial do Fiat, que dependia de um valor competitivo para concorrer bem. “Com o Cronos queríamos resgatar a ousadia da Fiat não somente como um novo carro, mas também pela oferta de um produto competitivo”, afirma o diretor da marca Fiat para a América Latina, Herlander Zola.



VEJA MAIS REPORTAGENS QUE PUBLICAMOS SOBRE O CRONOS
- Fiat Cronos depende de preço para vencer concorrência
- Fiat lança novo sedã Cronos na Argentina
- Fiat Cronos traz novos tempos à FCA Argentina
- Fiat Cronos marca tempo com VW Virtus



Os preços do carro brasileiro são surpreendentemente próximos aos cobrados na Argentina quando se faz a simples conversão de pesos para reais. É possível que seja apenas uma estratégia da montadora para ganhar mercado, mas é provável que o sensível aumento da produtividade da fábrica de Córdoba, que recebeu investimentos de US$ 500 milhões para fazer o Cronos, tenha permitido esses valores. O fator cambial também ajuda, uma vez que um dólar vale mais de 20 pesos e torna mais baratos os produtos importados do país vizinho.

“As razões que estabelecem o preço são variadas. Avaliar o mercado e posicioná-lo (o preço) no lugar correto pesa muito, ele é determinante para estabelecer a percepção do produto”, afirma o diretor da Fiat.


O Cronos chega com valores atraentes também na comparação com outros sedãs como Chevrolet Prisma 1.4 (R$ 57.190) e Hyundai HB20S 1.6 (R$ 59.230). Já o Toyota Etios 1.5 sedã começa em R$ 52.190. É preciso lembrar que tanto o Prisma como o HB20S têm versões 1.0. No caso do Chevrolet, que é líder do segmento, esse motor associado à carroceria antiga formam a versão Joy, com preço sugerido de R$ 47.490.

BEM EQUIPADO E BOM DE DIRIGIR


Desde a versão mais acessível, o Cronos vem com ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas com acionamento elétrico, banco do motorista e volante ajustáveis em altura, rádio com AM, FM, entradas auxiliares, bluetooth e outros itens de conforto e conveniência.

O Cronos recebe motores de quatro cilindros. O 1.3 tem oito válvulas e produz até 109 cavalos com etanol. Tanto sua transmissão manual como a automatizada têm cinco marchas. O motor 1.8 tem 16 válvulas e produz até 139 cv. Recebe câmbio manual de cinco ou automático de seis marchas. A garantia para toda a linha é de três anos.

Automotive Business dirigiu por 25 quilômetros uma versão Drive 1.3 manual. Demora um pouco até achar a posição de dirigir ideal porque o ajuste do encosto do banco é por alavanca em vez de roldana. O conjunto mecânico não arranca suspiros, mas é suficiente e bem acertado para o carro. Os engates do câmbio são precisos. A visibilidade para trás é razoável.

No banco traseiro o conforto é bom para dois adultos. Um terceiro sentado no meio ficará com a cabeça perto do teto e as pernas abertas por causa da largura do túnel. O porta-malas é espaçoso: são 525 litros.

De acordo com a Fiat, o público-alvo do novo sedã é formado por 67% de homens. A maioria é casada, com filhos, tem entre 35 e 50 anos e apenas um automóvel em casa. A chegada do Cronos traz novo papel para o veterano Grand Siena. Ele será vendido em duas opções, 1.0 por R$ 46.690 e 1.4 por R$ 50.990.

Veja os preços e conteúdos das versões:


Cronos 1.3 – R$ 53.990: além dos itens já descritos anteriormente (ar-condicionado, som com bluetooth, direção elétrica, vidros dianteiros e travas com acionamento elétrico), a opção de entrada tem chave com telecomando, computador de bordo, volante com comandos de rádio e telefone, sistema Isofix para prender cadeirinhas infantis, monitoramento da pressão dos pneus, cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes e apoio de cabeça central traseiro. O câmbio é manual de cinco marchas.

Cronos Drive 1.3 – R$ 55.990: recebe todos os itens da versão anterior mais a central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas e uma entrada USB para os passageiros de trás. Entre os opcionais há faróis de neblina, banco traseiro bipartido, rodas de liga leve, câmera de ré com linhas dinâmicas, sensor de estacionamento, retrovisores elétricos com repetidores de seta (pisca-piscas) integrados e sistema tilt down (que baixa o foco do espelho esquerdo para facilitar manobras de estacionamento), mais vidros elétricos traseiros e alarme.

Cronos Drive 1.3 GSR (automatizado) – R$ 60.990: versão equipada com o motor 1.3 e câmbio automatizado de cinco marchas. Traz função Sport, que aciona um modo de condução mais esportivo, e Auto Upshift Abort, para retomadas mais fortes. Tem ainda aletas para trocas de marcha atrás do volante. É a versão mais econômica do Cronos. Na cidade faz 12,7 km/l com gasolina e 8,8 km/l com etanol. Na estrada os números passam para 14,8 km/l e 10,4 km/l, respectivamente.

Também são de série nessa versão a função Start&Stop, iluminação interna diferenciada, controlador automático de velocidade, apoio de braço para o motorista, vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos com tilt down e repetidores de seta integrados. Recebe ainda controles eletrônicos de tração e estabilidade e assistente de partida em rampa. A lista de opcionais é formada por faróis de neblina, banco traseiro bipartido, rodas de liga leve, câmera de ré com sensor de estacionamento e alarme.

Cronos Precision 1.8 manual – R$ 62.990: além da lista de itens da versão Drive 1.3, recebe faróis com luz de posição em LED, rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis de neblina, retrovisores elétricos com tilt down e repetidores de seta integrados, vidros elétricos traseiros, banco traseiro bipartido, sensor de estacionamento traseiro, alarme, controles eletrônicos de tração e estabilidade e assistente de partida em rampa.

Opcionalmente, o Precision 1.8 pode receber airbags laterais dianteiros, câmera de ré com linhas dinâmicas, display de cristal líquido de alta resolução de sete polegadas no quadro de instrumentos, ar-condicionado automático digital, retrovisor interno com escurecimento automático, retrovisores externos com rebatimento elétrico, abertura das portas sem chave, sensor de chuva, sensor de luminosidade, bancos em couro, maçanetas e frisos cromados, mais rodas de liga leve de 17 polegadas.

Cronos Precision 1.8 automático – R$ 69.990: nessa configuração, a transmissão é automática de seis velocidades, a mesma utilizada em parte das picapes Toro e da linha Argo. Além dos itens da versão Precision 1.8, vem com aletas para troca de marcha atrás do volante, controlador automático de velocidade, iluminação ambiente, apoio de braço para o motorista, volante revestido de couro, maçanetas e frisos cromados. Os opcionais são os mesmos da Precision 1.8, exceto pelas maçanetas e frisos cromados, de série no automático.

Assista ao vídeo sobre o Fiat Cronos:




Tags: Fiat, VW, Cronos, Virtus, Chevrolet, Prisma, Hyundai, HB20S, Toyota, Etios.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência