Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
México é o primeiro país da América Latina a agendar Euro 6

Legislação | 16/03/2018 | 19h11

México é o primeiro país da América Latina a agendar Euro 6

Padrão de emissões passa a valer em janeiro de 2019; em 2023 será obrigatório para todo veículo comercial pesado novo

REDAÇÃO AB

O México se tornou oficialmente o primeiro país da América Latina a adotar as normas de emissões Euro 6 para veículos comerciais pesados, conforme publicação no Diário Oficial Federal de 19 de fevereiro. A legislação prevê que a nova norma entre em vigor a partir de janeiro de 2019 de forma escalonada e passe a ser obrigatória para todos os veículos novos em janeiro de 2021. Os filtros de diesel exigidos para o cumprimento da norma reduzem o número de partículas emitidas em 99,9% com relação a qualquer veículo a diesel que atenda um padrão de emissão anterior, incluindo os compatíveis com o Euro 5, que serão permitidos até 2020. Segundo o ICCT, Conselho Internacional de Transportes Limpos, organização independente e sem fins lucrativos, a implementação completa resultará em uma redução de 90% ou mais das emissões de NOx e de mais de 95% de CO2.

Ainda de acordo com o ICCT, embora os veículos pesados respondam por apenas 5% da frota urbana no México, eles são responsáveis por mais de dois terços dos impactos causados na saúde pelo setor de transporte rodoviário. Seu estudo aponta que quando o Euro 6 estiver totalmente implementado no país, cerca de 6 mil a 7 mil vidas serão poupadas por ano. Suas estimativas apontam que 40% dos novos veículos pesados vendidos em todo o mundo já cumprem os padrões Euro 6 ou US 2010, denominado neste caso nos Estados Unidos.

O ICCT acompanhou de perto todas as negociações que envolvem as novas normas de emissões e sua conclusão é de que a aprovação para o Euro 6 no México não foi fácil devido à resistência das montadoras. Kate Blumberg, representante do ICCT, relata que nas tratativas da proposta original, de dezembro de 2014, elaboradas pela indústria local em conjunto com outros órgãos, entre eles a Semanart, Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais, houve consenso entre todos os fabricantes para passar do Euro 4 diretamente para os padrões Euro 6 com implementação a partir de janeiro de 2018. No entanto, quando o preço do petróleo despencou no início de 2015, enfraquecendo ainda mais a economia frágil da época, a indústria automotiva recuou.

Apesar disso, vários fabricantes se comprometeram em facilitar a chegada de veículos mais limpos a partir de iniciativas isoladas, como a Cidade do México, que em 2016 decidiu promover uma frota menos poluente, com os primeiros ônibus começando a operar neste mês, na histórica avenida Reforma do México. À medida que estes veículos entraram em serviço, a Sedema, Secretaria do Meio Ambiente da Cidade do México, publicou os resultados dos testes de vários tipos diferentes de ônibus da frota Metrobus, demonstrando os grandes benefícios da tecnologia Euro 6.

“Esperamos que esses mesmos fabricantes apoiem a harmonização dos padrões de emissões para veículos pesados em toda a América Latina para o período entre 2019-2021, com uma abordagem de que se economizaria dinheiro em todos os sentidos. Se a experiência no México é alguma indicação, alguns fabricantes provavelmente procurarão enfraquecer e adiar o inevitável, em vez de abraçar e promulgar padrões mais limpos que irão tornar as cidades mais habitáveis, reduzir a poluição, gerar enormes benefícios sociais, como salvar muitas milhares de vidas em toda a região”, defende Kate Blumberg.



Tags: México, Euro 6, emissões.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência