Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Ford aceita pagar indenizações de US$ 299,1 milhões por airbags Takata

Segurança | 17/07/2018 | 16h29

Ford aceita pagar indenizações de US$ 299,1 milhões por airbags Takata

Acordo cobrirá custos de pelo menos 6 milhões de veículos nos EUA

REDAÇÃO AB

A Ford concordou em pagar US$ 299,1 milhões em indenizações a clientes nos Estados Unidos para cobrir os custos de pelo menos 6 milhões de veículos no país esquipados com airbags fornecidos pela Takata e potencialmente defeituosos. A montadora se junta a outras cinco empresas – BMW, Honda Mazda Nissan e Subaru – que também confirmaram acordos similares naquele mercado, com valores que somam mais de US$ 1,2 bilhão, de acordo com informações da agência Reuters. O acordo ainda deverá ser aprovado por um juiz federal.

O acordo cobrirá diversas formas de perdas econômicas dos consumidores, que entraram com ação coletiva alegando que os veículos foram vendidos como seguros, pagaram mais por modelos com airbags ou tiveram algum prejuízo com o carro parado por causa do recall. Ainda de acordo com a Reuters, quase 30 milhões de veículos nos EUA permanecem sem reparo, que consiste na substituição do airbag.

O acordo prevê ainda que a Ford também fornecerá veículos de aluguel ou fará empréstimos gratuitos para os proprietários de veículos que estão aguardando reparos enquanto as peças não estiverem disponíveis. Em nota, a Ford disse que continua “focada em trabalhar com os clientes para consertar seus veículos”.

O defeito de airbags Takata causou pelo menos 23 mortes em todo o mundo, das quais 21 em modelos Honda e dois em veículos da Ford, além de 290 feridos. O problema provocou o maior recall já realizado pela indústria automotiva na história: calcula-se que cerca de 100 milhões de veículos de 19 fabricantes foram equipados com o sistema. Tal defeito leva à possibilidade de que ao explodir a bolsa do airbag em caso de acidente, estilhaços metálicos sejam projetados contra os ocupantes dos veículos.

Há pouco mais de um ano, a Takata se declarou culpada e entrou com pedido de recuperação judicial (concordata) nos Estados Unidos e também no Japão, onde fica sua matriz. Nos EUA, a empresa firmou um acordo de US$ 1 bilhão por causa dos airbags defeituosos. Já em abril deste ano, a fabricante de componentes automotivos Key Safety Systems concluiu um acordo de US$ 1,6 bilhão para a compra da Takata, resultando na empresa agora conhecida como Joyson Safety Systems, que é uma subsidiária da Ningbo Joyson Electronic Corp.



Tags: Ford, airbag, acordo, Takata, Estados Unidos, EUA.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência