Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Regulamentação do Rota 2030 deve sair até o fim do ano, promete MDIC
O ministro Marcos Jorge, do MDIC, na abertura do Simea 2018: confiança em resolver a regulamentação do Rota 2030 ainda neste governo

Indústria | 01/08/2018 | 19h11

Regulamentação do Rota 2030 deve sair até o fim do ano, promete MDIC

Governo precisa publicar decreto em uma semana e ministério prepara 10 portarias

PEDRO KUTNEY, AB

Antes que o Rota 2030 entre efetivamente em vigor, muitas regulamentações precisam ser editadas para tornar possível a aplicação da nova política industrial para o setor automotivo, aprovada em linhas gerais por Medida Provisória publicada no último dia 7 de julho (leia mais aqui). “Será resolvido neste governo, deveremos aprovar tudo até o fim do ano”, prometeu o ministro Marcos Jorge de Lima, titular da pasta do Ministério da Indústria, Serviços e Comércio Exterior (MDIC), onde as principais diretrizes do programa foram gestadas ao longo de mais de um ano de discussões e embate com o Ministério da Fazenda, que bloqueou boa parte dos incentivos fiscais previstos inicialmente.

A primeira e maior regulamentação do Rota 2030 é o decreto presidencial para detalhar os vários pontos do programa, como por exemplo metas numéricas e prazos exatos para atingir níveis de eficiência energética. Em tese, o documento deve ser publicado no Diário Oficial da União até 30 dias depois da assinatura da Medida Provisória, até o próximo dia 7, portanto. “O decreto está quase pronto, faz 10 dias que encaminhamos o texto para análise da Receita Federal, mas restam poucas dúvidas. Acho que não teremos problemas em aprovar até a semana que vem”, avalia Igor Calvet, secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do MDIC, que ao lado do ministro Marcos Jorge participou em São Paulo da abertura do 27º Simpósio de Engenharia Automotiva, Simea 2018, na quarta-feira, 1º.

APROVAÇÃO DA MP NO CONGRESSO



Para que o programa tenha validade efetiva, a Medida Provisória que o criou precisa ser aprovada e convertida em lei pelo Congresso Nacional em até 120 dias. “Já foi constituída a comissão mista [de deputados e senadores] que vai avaliar a MP e encaminhá-la para votação. Há duas janelas para que ela seja votada: no fim de agosto ou então como plano B em novembro, depois das eleições”, informa Calvet – que não descarta uma possível reedição da MP caso isso seja necessário.

O ministro Marcos Jorge avalia que não haverá problemas em aprovar a MP: “O Congresso está comprometido”, confia. Para ele, as dezenas de emendas parlamentares já apresentadas ao projeto não deverão desfigurar ou comprometer o Rota 2030. “Estamos atentos ao texto. Qualquer emenda para melhorar o programa nós acolhemos, mas vamos medir qualquer outro impacto indesejável”, acrescentou. De acordo com o procedimento parlamentar, o relator da MP poderá aceitar ou rejeitar as emendas apresentadas. Ainda mais adiante, a Presidência da República poderá vetar parcialmente artigos da lei caso algum adendo acrescentado na no Congresso seja julgado inconveniente.

APÓS O DECRETO, 10 PORTARIAS



Após a publicação do decreto de regulamentação do Rota 2030 esperado para a semana que vem, já está no horizonte do MDIC a edição até o fim do ano de 10 portarias ministeriais, que servem para determinar especificações técnicas dos diversos artigos do programa. “As linhas gerais dessa regulamentação já estão escritas e a ideia é publicar tudo até o fim do ano”, afirma Margarete Gandini, diretora do Departamento das Indústrias de Equipamentos de Transporte, sob o mesmo guarda-chuva da Secretaria de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do MDIC.

A diretora informou ainda que as portarias deverão ser colocadas em consulta pública antes de entrar em vigor. Ela avalia que até o momento as 10 são suficientes para regulamentar por completo o Rota 2030, ao contrário do que aconteceu com o programa anterior, o Inovar-Auto, que terminou em 2017 sem que todos os seus princípios fossem regulamentados. “Por enquanto contemplamos tudo, mas é preciso considerar que toda política industrial é dinâmica, algumas adaptações e mais alguma portaria podem ser necessárias ao longo do programa”, ponderou.



Tags: Rota 2030, MDIC, Ministério da Indústria, política industrial setorial, Inovar-Auto, regulamentação, Medida Provisória, Lei, Decreto, Portaria, Simea.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência