Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de veículos importados avançam 31,5% no acumulado até julho

Mercado | 03/08/2018 | 16h15

Vendas de veículos importados avançam 31,5% no acumulado até julho

Emplacamentos de associados à Abeifa atingem as 21 mil unidades no período; entidade mantém projeção de 40 mil para o ano

REDAÇÃO AB

As vendas de veículos importados das empresas associadas à Abeifa avançaram em julho e contribuíram para o crescimento de 31,5% registrado no volume de emplacamentos acumulado do ano na comparação com mesmo período do ano passado. Dados divulgados na sexta-feira, 3, pela associação que reúne os maiores importadores, apontam que o volume superou as 21 mil unidades emplacadas nos sete meses completos de 2018.



- Faça aqui o download dos dados da Abeifa
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



Julho contribuiu com 3,1 mil unidades vendidas, volume 2,9% maior que o apurado em junho e um aumento de 14,3% sobre o resultado obtido em julho do ano passado, quando foram licenciados pouco mais de 2,7 mil veículos.

Entre as associadas que também têm produção nacional, BMW, Chery, Land Rover e Suzuki fecharam julho com pouco mais 1,8 mil veículos fabricados e emplacados no Brasil, ligeiro aumento de 1,1% com relação a junho. Já sobre julho do ano passado, a alta é de 1,3%.

Apesar do bom desempenho em julho, a entidade, que reúne dezesseis marcas, entre importadoras e fabricantes, decidiu manter a projeção para 2018, no qual espera encerrar com vendas de 40 mil unidades. Se conseguir, o setor terá registrado aumento de 34% em comparação aos 29,7 mil licenciados em 2017.

“Embora as vendas de julho tenham sido as melhores deste ano para o mercado total de veículos, para o setor de importados foi apenas o quarto melhor mês, tudo indica ainda a pressão do câmbio. Infelizmente, o setor foi forçado a rever promoções e, em alguns casos, até aumentar seus preços em reais”, afirma o presidente da Abeifa, José Luiz Gandini.

O executivo avalia que depois da greve dos caminhoneiros e da Copa do Mundo, eventos que de alguma forma influenciaram o comportamento das vendas entre maio e junho, a falta de confiança do consumidor ainda persiste. “Mas a pequena reação em julho já sinaliza que teremos um segundo semestre melhor, mesmo com outro fenômeno importante do ano, as eleições”, finaliza Gandini.



Tags: Vendas, importados, Abeifa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência