Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 05/09/2018 | 19h24

Produção de veículos na Argentina cresce quase 10% graças ao Brasil

De tudo o que exporta, fábricas argentinas destinam mais de 70% ao mercado brasileiro

REDAÇÃO AB

A produção de veículos na Argentina cresceu 9,7% no acumulado de janeiro a agosto quando comparada com iguais meses do ano passado. Dados divulgados na quarta-feira, 5, pela Adefa, associação dos fabricantes locais, apontam que foram montadas 333,4 mil unidades no período contra as 304 mil de um ano antes.

O desempenho se deve ao aumento das exportações: no mesmo intervalo, o país vizinho embarcou 34,1% mais veículos do que há um ano, para um total de 175 mil. Deste total, 71,4% – 124,9 mil – foram destinados ao Brasil. A mesma proporção existe na via inversa: de tudo o que exporta, a indústria automotiva brasileira destina cerca de de 70% ao mercado argentino.

Por outro lado, as vendas internas no atacado (para concessionários) seguem em queda. Nos oito meses do ano completos em agosto, os negócios diminuíram 7,8% na comparação anual, passando de 564,2 mil para 520,4 mil. Deste total, apenas 147,5 mil são de veículos produzidos na própria Argentina. Isso representa 10,7% menos do que o volume de vendas de carros nacionais vendidos às redes de distribuição.

Embora a produção e as exportações encerram o período em alta, este comportamento ainda não reflete a mudança de cenário na Argentina e a implementação das novas medidas anunciadas nas últimas semanas, como a retirada das restituições e as novas tarifas de exportação. O presidente da Adefa, Luis Fernando Peláez Gamboa, destaca que o setor compreende o grau de dificuldade econômica pelo qual o país está passando e entende o esforço que deve ser feito para alcançar o objetivo proposto de equilíbrio. fiscal.

“Considerando o perfil de exportação de nossa indústria, entendemos que a implementação dessas novas medidas terá efeito tanto no nível de atividade quanto nas nossas perspectivas de médio prazo. Embora hoje os números de produção e exportação de agosto não reflitam o impacto das medidas, estamos justamente analisando esse processo. Trabalhamos para determinar qual é o alcance que elas terão em nosso setor e quais as ações que devem ser implementadas no novo contexto”, Gamboa declarou em nota.



Tags: Produção, vendas, exportações, Argentina, Adefa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência