Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Automechanika Frankfurt chega a 25 edições com recordes

Aftermarket | 11/09/2018 | 20h00

Automechanika Frankfurt chega a 25 edições com recordes

Feira de autopeças supera 5 expositores que ocupam 315 mil m2 em 12 pavilhões

PEDRO KUTNEY, AB | De Frankfurt (Alemanha)

Diante da crise que afetava o setor automotivo quase 50 anos atrás, em 1971, o tradicional salão do automóvel de Frankfurt, na Alemanha, foi cancelado seis meses antes de sua realização. Foi quando os organizadores lançaram mão de um “plano B”: criaram a Automechanika e conseguiram realizar o evento com 400 expositores do mercado de reposição de autopeças e reparação de veículos. O que seria uma solução provisória se transformou na maior feira global de componentes automotivos, que este ano abriu suas portas na terça-feira, 11, para sua 25ª edição com recorde participantes, superando a marca de 5 mil empresas expositoras de 76 países, espalhadas em 315 mil metros quadrados divididos em 12 pavilhões completamente tomados.

“O faturamento do setor de aftermarket automotivo continua vigoroso em todo o mundo. Prova disso é o número recorde de expositores na Automechanika deste ano”, disse Detlef Braun, membro da diretoria executiva da Messe Frankfurt.



Segundo recente levantamento da consultoria dinamarquesa Qvartz, as receitas do negócio de aftermarket automotivo em todo o mundo totalizaram € 398 bilhões em 2017 e a estimativa é de crescimento de 4,5% até 2025, chegando a € 566 bilhões. Alguns dos gigantes globais da indústria automobilística comprovam o crescimento acelerado do negócio em seus balanços bilionários.

A Schaeffler este ano deu status de divisão independente à sua área de reposição, que em 2017 faturou € 1,8 bilhão e foi responsável por 17% do faturamento do grupo automotivo da empresa. Com 17 mil empregados globalmente, a Bosch Automotive Aftermarket integra a unidade de negócios Mobility Solutions do grupo, que obteve receitas de € 47,6 bilhões no ano passado, quase 8% acima de 2016. Para a Delphi Technologies, 20% das vendas globais vêm dos componentes de reposição, algo como € 800 milhões, com crescimento constante esperado de 3% ao ano para chegar a € 1,2 bilhão até 2030.

TORRE DE BABEL



A empresa organizadora da Automechanika, a Messe Frankfurt, estima que este ano os cinco dias do evento bienal (até sábado, 15) poderão superar o número de visitantes de 2016, quando 133 mil pessoas de 170 países (80 mil estrangeiros vindos de fora da Alemanha) passaram pelos portões do imenso centro de exposições e eventos de Frankfurt.

Entre os expositores que formam uma genuína “Torre de Babel” de 76 nacionalidades, como já acontece há muitas edições do evento a maioria disparada vem da China, com 1,1 mil empresas participantes que ocupam andares inteiros de meia dúzia dos 12 pavilhões da Messe Frankfurt. O Brasil tem representação bem mais tímida, mas respeitada por compradores como país fornecedor de peças confiáveis.

Este ano, 50 empresas brasileiras participam da Automechanika, algumas com estandes próprios e a maioria, 38 (sendo 10 pela primeira vez), fica instalada no estande comunitário montado há mais de uma década pelo Sindipeças em programa da Apex, agência brasileira de fomento às exportações ligada ao Ministério da Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Pela primeira vez, este ano a Automechanika Frankfurt abriga também a Reifen, feira de pneus que era realizada separadamente e decidiu unir suas óbvias sinergias com os demais fornecedores de autopeças, muitos dos quais já vendem seus produtos em lojas de troca de pneus, abrindo novas oportunidades de receitas para ambas as partes.

A Reifen ocupa um dos andares do novo pavilhão 12 da Messe, inaugurado nesta 25ª edição da Automechanika. No mesmo prédio acontece outra novidade da feira: um andar inteiro dedicado ao setor de reparação de carros clássicos, que na Europa é negócio que gira alguns milhões de euros por ano. A nova área coberta também foi aproveitada para oferecer um teto aos expositores de equipamentos para lavagem, manutenção e recondicionamento de veículos, que antes ficavam do lado de fora dos pavilhões.



SETOR TRILIONÁRIO



Os setores de varejo automotivo representados na Automechanika fazem parte de um negócio trilionário, que faturaram juntos em 2017 no mundo nada menos que € 1,61 trilhão, em crescimento vistoso de 5,2% sobre o ano anterior, conforme levantamento do IFH Köln (Instituto de Pesquisa em Varejo). Do total, a maior parte da receita vem da venda de carros (€ 988,3 bilhões), seguido pela comercialização de peças de reposição, acessórios e pneus (€ 236,1 bilhões) e os fornecedores de serviços de manutenção e reparo ficaram com € 165,2 bilhões.

Mais do que um evento de proporções gigantescas, em sua história de 47 anos a Automechanika se transformou na mais bem-sucedida marca de salão de autopeças do mundo, administrada pela Messe Frankfurt, que hoje exporta seu nome a 17 feiras realizadas em 16 países – a mais próxima do Brasil é a Automechanika Buenos Aires, na Argentina, também realizada em anos pares (este ano de 7 a 10 de novembro).



*Esta cobertura é oferecida pela Delphi Technologies
O jornalista viajou a convite da Messe Frankfurt




LEIA MAIS SOBRE A AUTOMECHANICA FRANKFURT 2018



Empresas brasileiras fortalecem exportações e presença internacional na Automechanika
Revolução digital nos veículos chega rápido ao aftermarket
Fras-le compra seis empresas em um ano e avisa: quer mais
ZF apresenta conceito de conversão de ônibus diesel em elétrico
ZF avança no Brasil com canais digitais e Openmatics
Delphi Technologies faz reapresentação na Automechanika
Zen recebe prêmio por aumento de eficiência



Tags: Automechanika Frankfurt 2018, autopeças, mercado de reposição, aftermarket, oficina, reparação, Messe Frankfurt.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência