Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Renault mostra Kwid 100% elétrico em Paris
Produção chinesa caberá à e-GT New Energy Automotive, joint venture criada entre Dongfeng Motor e Nissan

Lançamentos | 03/10/2018 | 17h50

Renault mostra Kwid 100% elétrico em Paris

Chamado K-ZE, modelo tem 250 quilômetros de autonomia e estreia na China em 2019

REDAÇÃO AB

O Renault Kwid terá uma versão 100% elétrica chamada K-ZE. Com 250 quilômetros de autonomia, ele começa a ser vendido na China a partir de 2019. A nova opção foi mostrada no Salão de Paris, que ocorre até o dia 14. O carro terá duplo sistema de recarga, compatível com tomadas domésticas e com a infraestrutura pública.

A produção chinesa será entregue à e-GT New Energy Automotive Co, joint venture criada com o Grupo Dongfeng Motor e a Nissan para desenvolver e produzir veículos elétricos competitivos para o mercado chinês. A nova opção é parte do plano estratégico Renault Drive the Future.

“O K-ZE reúne o melhor do Grupo Renault: nossa liderança em veículos elétricos, expertise em veículos acessíveis e capacidade de estabelecer parcerias”, afirma o presidente do Grupo Renault, Carlos Ghosn.



Também como parte do Drive the Future a Renault lançará em 2020 versões híbridas de seus três carros mais vendidos, o Clio, o Captur e o Mégane. Ainda não há planos para a versão elétrica do Kwid no Brasil.



Tags: Renault, Kwid, K-ZE, Salão de Paris, e-GT New Energy Automotive, Dongfeng.

Comentários

  • Ricardo

    Éuma pena que esta versão elétrica não tenha previsão no Brasil, este carro já é comercializado no Brasil versão Flex e tem se mantido entre os 10 mais vendido!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência