Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Montadoras ampliam projeção para máquinas
Pela nova projeção, a produção anual do setor chegará a 61 mil máquinas, 15% a mais que em 2017

Mercado | 04/10/2018 | 18h24

Montadoras ampliam projeção para máquinas

Vendas internas já cresceram 7,7% até setembro e chegarão a 47 mil unidades em 2018

MÁRIO CURCIO, AB

Apesar de ter quatro dias úteis a menos, o mês de setembro registrou a venda de 4,9 mil máquinas agrícolas e rodoviárias, resultando em uma leve queda de 2,3% ante agosto. No acumulado do ano as montadoras repassaram aos concessionários 34,6 mil unidades, 7,7% a mais que em iguais meses do ano passado. O bom horizonte do agronegócio obrigou a Anfavea, associação que reúne os fabricantes, a rever para cima suas projeções anuais. Em vez de 45,4 mil unidades e alta de 7%, o setor prevê agora 47 mil máquinas, 11% a mais que em 2017.



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



“Já existem safras de algodão, soja e milho negociadas até 2022”, afirma o vice-presidente da Anfavea, Alfredo Miguel Neto. Ele recorda ainda que a contratação de empréstimos do Moderfrota aumentou 45% no primeiro bimestre do ano-safra 2018/19 sobre igual período do ano passado.

“Os problemas comerciais entre a China e os Estados Unidos favorecem o Brasil. E neste ano a área de plantio de soja no País aumentou em 1 milhão de hectares”, recorda o executivo.



O maior volume de venda de máquinas permanece com os tratores de rodas, que somaram 28,8 mil unidades no período, 4,2% a mais que em igual período do ano passado. Dentro desse segmento, a maior alta (de 11,8%) ocorreu para os modelos com potência acima de 130 cavalos. Outros dois tipos de máquinas favoreceram o crescimento no acumulado do ano, as colheitadeiras (3,5 mil unidades, alta de 23,6%) e as retroescavadeiras (1,4 mil, acréscimo de 66,4%).

MERCADO EXTERNO ESFRIA


Assim como ocorreu para os veículos leves e pesados (leia aqui), a retração no mercado argentino também obrigou a Anfavea a revisar para baixo a exportação de máquinas agrícolas. No entanto, em vez de queda no volume total a Anfavea prevê um empate com 2017, em 14 mil unidades.

Isso ocorre porque a retração na venda de tratores à Argentina foi compensada pelo aumento do envio de máquinas de construção aos Estados Unidos. O acumulado até setembro mostra um total de 9,7 mil máquinas agrícolas e de construção enviadas ao exterior e ligeira queda de 2,4%.

Pelas novas projeções, a produção total terá um aumento de menos de mil unidades. No lugar de 60,4 mil, serão 61 mil máquinas até o fim do ano, 15% a mais que o volume de 2017. No acumulado até setembro as fábricas instaladas no País já haviam montado 46,2 mil unidades, 9,2% a mais que em iguais meses do ano passado.



Tags: Máquinas agrícolas, tratores, retroescavadeiras, colheitadeiras, Alfredo Miguel Neto, Moderfrota.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência