Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Renault confirma renúncia de Ghosn, Bolloré é o novo CEO, Senard o chairman
Senard (esquerda) e Bolloré: funções divididas e mais claras no comando da Renault

Carreira | 24/01/2019 | 18h05

Renault confirma renúncia de Ghosn, Bolloré é o novo CEO, Senard o chairman

Conselho aprova mudanças na administração do grupo e na relação com Nissan

REDAÇÃO AB

A Renault confirmou a renúncia de Carlos Ghosn dos postos de CEO e presidente do conselho da companhia francesa. Na quinta-feira, 24, os conselheiros se reuniram para formalizar a separação dos dois cargos de agora em diante. Na mesma reunião, Thierry Bolloré foi nomeado oficialmente o novo CEO – ele era o vice de Ghosn e vinha ocupando o comando interinamente desde que o executivo foi preso no Japão. E Jean-Dominique Senard, de saída da presidência da Michelin, foi escolhido para ser o novo chairman (presidente do conselho). O movimento de destituição de Ghosn e ambos os nomes para substituí-lo em seus caros já tinham sido antecipados pela imprensa no início desta semana.

A divisão dos cargos acumulados havia cerca de uma década por Ghosn acontece na esteira da prisão, há dois meses, do executivo no Japão, onde é acusado pela justiça do país e pela Nissan de sonegar seus ganhos e usar indevidamente fundos da empresa para fins pessoais. O escândalo motivou a Renault a separar as funções e dar definições mais claras a elas.

O conselho de administração definiu que seu novo chairman deverá avaliar e, se necessário, alterar a governança administrativa da Renault. Ele foi escalado para apresentar suas propostas antes da próxima assembleia geral dos acionistas. O conselho declarou ainda que também irá supervisionar ativamente o funcionamento da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, confiando a Senard a responsabilidade de pilotar a relação no empreendimento em nome da Renault, que detém perto de 40% do controle acionário da Nissan.

Desta forma, segundo comunicado da empresa, Senard será “o principal interlocutor do sócio japonês e dos outros parceiros da Aliança para qualquer discussão sobre a organização e evolução da parceria, submetendo ao conselho de administração qualquer novo acordo que lhe pareça benéfico ao futuro da Renault”. O chairman também será o “representante da companhia francesa junto à direção da Aliança e na Nissan para apresentar qualquer proposta da Renault”.

Ao novo CEO Bolloré caberá um papel mais prático. Segundo comunicado do conselho, ele coordenará para a Renault as atividades operacionais da Aliança, sob a autoridade do chairman Senard.

Sem citar o nome de Ghosn no comunicado, o conselho diz apenas que tomou “conhecimento da renúncia de seu atual presidente e CEO” e “elogiou o percurso da Aliança [Renault-Nissan-Mitsubishi], que a permitiu alcançar o posto de líder mundial de vendas entre as montadoras de automóveis”.



Tags: Renault, Carlos Ghosn, Thierry Bolloré, novo CEO, Jean-Dominique Senard, novo chairman, Aliança Renault Nissan Mitsubishi, carreira.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência