Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Marcopolo implanta centro de fabricação de componentes
Produção de componentes e subconjuntos metálicos agora se concentra em um só local

Indústria | 07/02/2019 | 18h10

Marcopolo implanta centro de fabricação de componentes

Nova área de quase 20 mil m² na unidade Ana Rech já recebeu R$ 30 milhões

REDAÇÃO AB

A Marcopolo iniciou na unidade Ana Rech as operações do novo centro de fabricação de componentes e subconjuntos metálicos. Com investimento total de cerca de R$ 70 milhões, dos quais R$ 30 milhões já foram aplicados, a nova planta é a mais moderna da companhia e serve para centralizar operações que antes eram executadas em diferentes sites. Com isso, a mudança permite melhoria em produtividade e sinergia.

O projeto começou em novembro de 2017. O centro de fabricação tem 19,6 mil metros quadrados de área total e empregará inicialmente 180 colaboradores. No novo setor estão sendo realizadas as operações de corte de tubos com laser, com serras automatizadas e por processos robotizados. A unidade conta com máquinas automatizadas de conformação de tubos, células de solda robotizadas e células de montagem com o conceito de minifábricas de montagem de componentes e subconjuntos.

Toda a operação é regulada pelo departamento logístico de expedição no fim do processo e existe um “supermercado” intermediário para regular e estabilizar a produção, além de preparar os kits de componentes para a célula de montagem.

O setor tem ainda células de corte a plasma de chapas, centro automatizado de dobras de chapas, célula de prensas, uma nova linha de tratamento superficial de alumínio e aço, uma linha de montagem de conjuntos de portas e aberturas laterais de alumínio, uma área de fabricação de mecanismos diversos e células de montagem e solda.

Segundo a Marcopolo, o setor adota conceitos de produção que proporcionam renovação natural de ar por convecção, telhado e revestimento lateral com isolamento térmico e iluminação por LED com ajuste automático de intensidade.

Ainda conforme a Marcopolo, a infraestrutura da nova área está preparada para receber equipamentos com tecnologias da indústria 4.0, como duas máquinas italianas que serão instaladas em março. Toda a área de circulação externa (para movimentação de caminhões com matéria-prima) recebeu um pavimento de concreto praticamente elimina a manutenção do piso.

Segundo o gerente de engenharia de processo, Júlio Igansi, entre os diferenciais do novo centro estão a unificação e racionalização de recursos, fluxos contínuos de produção e logístico, além da gestão visual de todo o processo produtivo.

“A fábrica é extremamente segura e atende os princípios lean, com foco na eliminação de desperdícios e padrões de eficiência e qualidade ainda mais elevados”, conclui Igansi.



Assista ao vídeo da nova área de fabricação de componentes e subconjuntos metálicos:




Tags: Marcopolo, Ana Rech, tubos, subconjuntos metálicos, Júlio Igansi.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência