Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de importados ficam quase estáveis no 1º bimestre

Mercado | 07/03/2019 | 17h22

Vendas de importados ficam quase estáveis no 1º bimestre

Total de 4.970 unidades representou ligeira queda de 0,7% sobre mesmo período de 2018

REDAÇÃO AB

As vendas de veículos importados foram praticamente estáveis no primeiro bimestre de 2019, embora tenham registrado leve queda de 0,7% sobre mesmo período do ano passado. Dados da Abeifa, associação dos importadores e fabricantes, divulgados na quinta-feira, 7, mostram que os emplacamentos das 16 marcas importadas associadas à entidade tiveram uma diferença de 30 unidades a menos neste ano em relação às 5 mil de um ano atrás.



- Faça aqui o download dos dados da Abeifa
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



O resultado do bimestre reflete um fevereiro fraco, com a venda de pouco mais de 2,49 mil unidades, que ficou 3,2% abaixo das 2,57 mil em igual mês de 2018. Na comparação com janeiro, houve ligeira alta de 0,8%.

Para o presidente da entidade, José Luiz Gandini, a economia brasileira ainda dá sinais de recuperação lenta, o que dificulta a reação do setor.

“Novamente não foi um bom mês para o setor de veículos importados porque amargou resultados negativos acima da média do mercado interno”, analisa o presidente da Abeifa.



Estes volumes só consideram os modelos importados de 16 marcas associadas à Abeifa. Ao somá-los com os veículos produzidos pelas associadas que possuem fábricas no Brasil, o quadro muda. As empresas BMW, Caoa Chery, Land Rover e Suzuki fecharam o primeiro bimestre com 4,3 mil veículos produzidos, alta de 54% sobre os dois primeiros meses de 2018.

Com isso, veículos nacionais e importados somaram 9,2 mil unidades, o que representa avanço de 19% no comparativo anual. Este volume confere à Abeifa uma participação de 2,4% no mercado total de veículos emplacados no Brasil durante o primeiro bimestre.

Entre os importadores, a Kia foi a que mais vendeu seus produtos na soma do primeiro bimestre, com 1,6 mil veículos, volume estável quando comparado com os mesmos meses de 2018. Depois dela, a Volvo Cars garantiu a vice-liderança das importadoras, com pouco mais de 1 mil veículos, avanço expressivo de 63,5% em um ano.

Land Rover e Suzuki vêm logo atrás, com 384 e 332 unidades emplacadas no período, respectivamente, representando alta de quase 33% para a Land Rover e queda de 13% para a Suzuki.

A lista das cinco marcas importadas que mais venderam se encerra com a JAC Motors, que emplacou 329 veículos entre janeiro e fevereiro, segundo os dados da Abeifa, o que significou uma redução de 47,3%.



Tags: Vendas, importados, Abeifa, Kia, Volvo Cars, BMW, José Luiz Gandini, JAC Motors, Caoa Chery, Land Rover, Suzuki.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência