Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Para FCA, sustentabilidade é estratégia de negócio
O tratamento de efluentes é uma das ações que a companhia desenvolve para reduzir seu impacto ambiental

Indústria | 22/03/2019 | 18h59

Para FCA, sustentabilidade é estratégia de negócio

Companhia envolveu a liderança com metas e investiu R$ 96,6 milhões no tema nos últimos dois anos

GIOVANNA RIATO, AB | De Betim (MG)

Enquanto algumas organizações tratam de sustentabilidade com ações pontuais para se diferenciar no mercado, a FCA decidiu encarar o tema como condição essencial, a licença básica para operar. Ao menos é o que defende Luciana Costa, gerente responsável pelo assunto na América Latina. A companhia investiu R$ 96,6 milhões localmente nos últimos dois anos em ações de meio ambiente, segundo Neylor Bastos, gerente tecnologia em processos da empresa em Betim (MG).

“É um aporte que dá retorno. É estratégia de negócio”, diz a executiva. Um dos exemplos disso é uma iniciativa de reaproveitamento de sobras de aço na área de prensas que já economizou mais de R$ 11 milhões para a empresa só nos primeiros três meses de 2019. E esta é apenas uma das ações. “No ano passado desenvolvemos 87 projetos de sustentabilidade”, diz, enumerando programas nas mais diversas frentes.

Há iniciativas de reciclagem, passando por tratamento de água, promoção da saúde dos funcionários, educação ambiental e apoio às comunidades do entorno das fábricas, eficiência energética das plantas e, claro, dos automóveis feitos pela companhia. Inaugurada em 1976, a unidade da FCA em Betim produz atualmente oito modelos de veículos a um ritmo de 1,5 mil carros por dia em dois turnos de produção. Tudo isso sem destinar nenhum lixo a aterros sanitários. Até as toalhas de papel de secar as mãos são recicladas – um processo pouco convencional, segundo a empresa.

PARA ENGAJAR A LIDERANÇA, SUSTENTABILIDADE PESA NO BOLSO


Luciana faz questão de deixar claro que a abordagem da companhia não se restringe à preservação ambiental. “Sustentabilidade é mais do que isso”, diz, em um discurso alinhado ao que defende a Organização das Nações Unidas (ONU). A entidade trabalha com a Agenda 2030 que traz 17 metas para o desenvolvimento sustentável do planeta. As ações incluem tanto a luta contra mudanças climáticas, quanto metas menos relacionadas com meio ambiente, como a redução das desigualdades, a busca por paz e justiça, além da inovação e do trabalho decente. “Nós já atendemos 11 destes objetivos”, diz, garantindo que a empresa segue correndo atrás.

Para garantir o compromisso com a busca por uma atuação sustentável, a FCA relaciona o cumprimento de metas nessa área ao bônus financeiro da liderança. Assim, quando o resultado fica abaixo do esperado, isso mexe no bolso dos executivos e executivas da companhia.

“Para que os projetos amadureçam e a visão sobre o tema ganhe impulso é essencial ter o engajamento da liderança”, diz Luciana, resumindo o que percebe na companhia.

Outro desafio para fazer com que o tema ganhe força, diz, é definir com clareza o que é custo e o que é investimento. “Nem sempre é simples mostrar porque há coisas subjetivas, mas os aportes em sustentabilidade dão um retorno importante”, aponta, lembrando que além da eficiência no uso de recursos, há iniciativas como o aumento a transparência da empresa e a abertura ao diálogo com a comunidade e os parceiros, coisas menos tangíveis. As iniciativas são conduzidas de forma transversal, envolvendo todas as áreas, conta.

“A sustentabilidade ajuda as empresas a minimizarem riscos e, independentemente disso, a nossa visão de futuro precisa ir além da performance financeira”, diz Luciana.

A especialista lembra também que há preocupação crescente do consumidor em apoiar marcas comprometidas com a sustentabilidade. “Em breve quem não trabalhar desta maneira terá dificuldade para obter resultados.” Segundo a executiva, gerar frutos com a atuação em sustentabilidade é um processo lento e que depende do compromisso de todos os elos da companhia. “É preciso estar orientado para isso. É um trabalho de formação de cultura que tem de estar presente em cada mensagem que passamos”, resume.



Tags: FCA, sustentabilidade, fábrica, estratégia, Betim.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência