Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Insumos | 26/03/2019 | 19h34

JBS inova no processamento de couro para o setor automotivo

Processo produtivo reduz o consumo de água e evita desperdícios, além de utilizar sistema de rastreamento

REDAÇÃO AB

Para atender ao setor automotivo de forma mais eficiente e sustentável, a JBS Couros desenvolveu um processo produtivo que reduz em 54,2% o consumo de água no processamento do couro, no qual é utilizado as partes da pele que são mais apropriadas por meio de um novo formato de recorte, diferente do que é feito tradicionalmente.

“Aprimoramos a forma como o couro é processado para entregar um produto de melhor qualidade, ao mesmo tempo em que evitamos desperdícios e utilizamos menos produtos para o tratamento da matéria-prima”, explica o gerente de marketing e sustentabilidade da JBS Couros, Fernando Bellese.

O novo processo foi patenteado pela empresa e chega ao mercado mundial sob a marca Kind Leather. Ele também reduz em 20% o consumo de energia e 65% as emissão de CO2 durante o transporte. Além disso, diminui o uso de produtos para acabamento, cerca de 28% a menos do que no processo tradicional, gerando menos resíduos de refila em linhas de corte, com 45% menos desperdício que os demais produtos disponíveis no mercado.

“O trabalho de desenvolvimento foi orientado pela demanda e entendimento de futuros requisitos da sociedade e das indústrias consumidoras, como a automotiva”, acrescenta Bellese. “Com inovação e uso inteligente da matéria-prima e de recursos, chegamos a uma série de benefícios ambientais, sociais e econômicos relevantes em um produto que já representa alta durabilidade e que vem de origem orgânica”.

Segundo a empresa, o Kind Leather passa a usar um programa de rastreabilidade completo, que reúne dados referentes a todas as etapas do processo produtivo do couro, desde a origem na fazenda até o produto final. O sistema monitora se as atividades dos mais de 80 mil fornecedores de gado no Brasil obedecem aos critérios socioambientais determinados pela política de compra responsável de matéria-prima da companhia. Ele abrange desde a atuação em áreas livres de desmatamento de florestas nativas, em terras indígenas, de conservação ambiental ou que estejam embargadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) até o uso de mão de obra regular, excluindo a possibilidade de obter produtos a partir do trabalho infantil ou análoga ao escravo.



Tags: JBS Couro, couro, processo produtivo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência