Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Hannover Messe também é feira de mobilidade

Eventos | 05/04/2019 | 19h35

Hannover Messe também é feira de mobilidade

Principal evento de tecnologia industrial do mundo apresenta área dedicada a soluções para facilitar deslocamentos

GIOVANNA RIATO, AB | De Hannover (Alemanha)

A ruptura do modelo atual do setor automotivo e a ascensão da nova mobilidade são assuntos que ganham espaço nos mais diferentes palcos pelo mundo: desde os salões do automóvel até feiras de bens de consumo, como a Consumer Electronic Show (CES), que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos. A história se repetiu na Hannover Messe, maior encontro do mundo sobre tecnologia industrial, com soluções de máquinas e equipamentos, tecnologias de conectividade e Internet das Coisas (IoT) além, claro, de novidades na área de mobilidade.


Quase um pavilhão inteiro do imenso evento alemão foi dedicado a soluções nessa área, incluindo carros elétricos, veículos com potencial para automação, drone de passageiros e muita discussão sobre eletromobilidade. O evento contava, inclusive, com uma área de test drive de veículos com novas opções de propulsão.

ELETROMOBILIDADE NO CENTRO DO DEBATE


O Grupo Volkswagen garantiu presença relevante no evento. Audi, Porsche e a marca Volkswagen tiveram participações. A primeira fez no evento demonstração da tecnologia 5G em parceria com a Ericsson. Segundo a organização, a conexão mais rápida é essencial para viabilizar tanto a indústria quanto a mobilidade do futuro, garantindo que dados fluam rápido.

A Porsche mostrou na Hannover Messe suas soluções de recarga de carros elétricos, disputando a atenção com companhias que também são suas fornecedoras, como a ABB e a Siemens, que apresentaram soluções próprias de abastecimento destes carros. O assunto é um dos debates mais relevantes na Alemanha hoje quando se trata de mobilidade, já que o país vem trabalhando para expandir a sua infraestrutura de carros elétricos e, em paralelo, na ampliação da frota destes modelos para cumprir o cronograma de eliminar automóveis a combustão a partir de 2030.

Uma das soluções apresentadas pela Siemens é oferecida em parceria com a startup Ubitricity, startup que recebeu aporte do Next47, fundo de capital de risco da companhia alemã. A ideia é oferecer tecnologia que permite implementar pontos de recarga para veículos elétricos em postes de luz pela cidade – alternativa já adotada em Londres e Berlim. Juntas as cidades já fecharam a instalação de 3,2 mil eletropostos neste sistema.

A vantagem, aponta a companhia, é reduzir o custo de instalação dos pontos, que custam a partir de € 1 mil. As próprias empresas de distribuição de energia podem implementar e, quando o consumidor faz a recarga, a cobrança vem direto na conta de luz. Um resultado da colaboração entre a indústria tradicional, o ecossistema de startups e o setor de energia.

CARRO AUTÔNOMO COMO BASE PARA NOVOS NEGÓCIOS


O estande da marca Volkswagen mostrou a plataforma MEB (de modular electric drive system), que servirá de base para os carros elétricos e com alto nível de automação da marca. A fabricante optou por não mostrar nenhum automóvel, apenas a nova arquitetura, além de brincar com maquetes que indicam como a novidade pode ser aproveitada e dar espaço a novos modelos de negócio.

Entre os exemplos, está um modelo de consultório de telemedicina em que o próprio banco do carro mede pressão, temperatura e ritmo cardíaco. Outra ideia é o automóvel-loja, que leva até o cliente algumas roupas, já no tamanho dele, para que ele prove e faça a compra enquanto se desloca. Outra abstração da montadora era um ponto de recarga móvel para carros elétricos. Ficou sem bateria? É só chamar por aplicativo que o posto vai até você.

CARRO QUE VOA? TEVE TAMBÉM


A startup holandesa PAL-V, fundada em 2008, mostrou na Hannover Messe um drone de passageiro que pode ser usado para rodar nas estradas, como um carro, ou levantar voo, como um helicóptero. A ideia, aparentemente futurista, está bem próxima da realidade alemã. “Já vendemos a nossa primeira unidade, que deve começar a operar em 2020”, contou Joris Wolters, especialista da área de marketing e vendas da companhia.

Segundo ele, a inusitada versatilidade do veículo faz com que ele se adeque à legislação existente no país, sem demandar uma mudança nas regras para começar a operar. O drone tem motor a combustão que garante autonomia de até 400 quilômetros em terra ou no ar. O preço atual da novidade é pouco convidativo ao público em geral: US$ 500 mil. Ainda assim, a empresa avalia que há um bom potencial de mercado. “Nosso foco está em empresários que viajam e poderiam ganhar tempo com a solução, agências de turismo que usariam em passeios e até em organizações sem fins lucrativos que precisam de agilidade para chegar em áreas de risco, por exemplo”, diz, convicto de que o carro voador tem muitos horizontes a desbravar.



Tags: Hannover Messe, mobilidade, tecnologia, PAL-V.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência