Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Crédito disponível favorece venda de usados

Mercado | 16/04/2019 | 12h05

Crédito disponível favorece venda de usados

Modelos de três a cinco anos na faixa dos R$ 30 mil são os mais procurados

MÁRIO CURCIO, AB

Embora as transações veículos usados tenham aumentado só 1% no primeiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, o comércio eletrônico de modelos de segunda mão ainda tem espaço garantido para crescer. A plataforma Auto Avaliar, dedicada ao comércio de seminovos, registrou alta de 54,5% ao negociar 35 mil unidades de janeiro a março.

Um dos motivos foi o aumento da oferta de crédito: “O grande volume de negócios se concentra em usados de três a cinco anos de uso e valores por volta de R$ 30 mil. Normalmente são dados 30% a 40% de entrada, com taxas por volta de 1,5% ao mês e saldo restante pago em 24 e 36 meses”, afirma J.R. Caporal, presidente da Auto Avaliar. “A condição melhorou, mas ainda está abaixo de países mais maduros”, ressalta.

O executivo recorda que o comércio eletrônico pode se tornar ainda mais eficiente com algumas medidas: “A gestão do estoque de usados ainda é falha e precisa ser aperfeiçoada. Como exemplo, a página do usado à venda tem de melhorar, com mais fotos e detalhes. É preciso humanizá-la porque todo carro tem uma história”, recorda o executivo.

“Outro problema é que um usado muitas vezes não é avaliado. Às vezes chega um carro de R$ 10 mil como entrada para outro de R$ 50 mil e é recusado por não haver clientes para ele na ‘geolocalização’ daquela revenda. Isso tem de mudar porque com a internet você sempre encontrará um comprador para ele”, recorda Caporal. Ele também é favorável ao estabelecimento de um preço fixo para o carro à venda em vez de um valor mais alto e negociável.

“As novas gerações estão habituadas a comprar pela internet, em que os valores das mercadorias são exatamente aqueles divulgados. Por que com o carro usado tem de ser diferente?”, questiona o presidente da Auto Avaliar.



Ele reconhece que a negociação do valor final é uma questão cultural no Brasil e outros países, mas acredita que isso deve ser diferente no comércio eletrônico de usados, “até porque já se tem condição de estabelecer este valor a partir dados coletados”.





Tags: Usados, Auto Avaliar, J.R. Caporal, seminovos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência