Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda a prazo de veículos leves zero-km cresce só 2% no trimestre

Crédito | 16/04/2019 | 15h01

Venda a prazo de veículos leves zero-km cresce só 2% no trimestre

Transações por CDC e consórcio tiveram altas mais expressivas em motos, caminhões e ônibus

REDAÇÃO AB

Reportagem atualizada às 17h20.

A venda a prazo de automóveis e comerciais leves zero-quilômetro no primeiro trimestre somou 298,3 mil veículos e registrou pequena alta de 2,1% sobre o mesmo período do ano passado. O número foi divulgado pela B3, empresa de infraestrutura do mercado financeiro, e inclui vendas parceladas por CDC (Crédito Direto ao Consumidor), consórcio e, em menor parte, por leasing.



- Faça aqui o download dos dados da B3
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Já a negociação de motos teve crescimento mais significativo em volume e porcentual. Segundo a B3 foram entregues 177,7 mil unidades, 13,6% a mais que no período de janeiro a março de 2018. No caso das motocicletas, os principais motivos para a ampliação dos negócios estão na maior oferta de crédito e na ajuda dos consórcios, que responderam por 29% das unidades entregues no começo do ano.

Para os veículos pesados foi o aquecimento da economia que motivou a alta nas vendas. As 26,1 mil unidades zero-quilômetro negociadas a prazo registraram alta de 37,7% sobre o primeiro trimestre de 2018. O setor vem sendo puxado pela maior procura por caminhões e renovações de frotas de ônibus municipais e rodoviários. O transporte de passageiros levou até mesmo a Fenabrave a revisar para cima parte de suas projeções. De acordo com a B3, o CDC respondeu por 86,2% de todas as vendas a prazo no primeiro trimestre. A parcela dos consórcios foi de 12,4%. A fatia do leasing foi de apenas 0,5%.

EM USADOS LEVES, CRESCIMENTO DE 6,5%


Ainda segundo a B3, de janeiro a março foram vendidos a prazo 825,4 mil autos e comerciais leves usados, 6,5% a mais que no mesmo período do ano passado. Entre os segmentos, a maior alta no trimestre, de 15,5%, foi anotada entre as motos, com 40,7 mil unidades negociadas.

Os caminhões e ônibus usados negociados a prazo somaram 34 mil unidades no trimestre, anotando crescimento de 12,9%.



Tags: Automóveis, comerciais leves, motos, motocicletas, caminhões, ônibus, CDC, consórcio, leasing.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência