Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Randon registra lucro menor e receita cresce no 1º trimestre

Balanço | 09/05/2019 | 19h06

Randon registra lucro menor e receita cresce no 1º trimestre

Faturamento avança 23% no período, para 1,13 bi, enquanto o lucro fica em R$ 31,6 milhões

REDAÇÃO AB

O lucro líquido das Empresa Randon fechou o primeiro trimestre em R$ 31,6 milhões, resultado 26,7% menor do que o apurado em igual período do ano passado, quando o grupo registrou R$ 43,1 milhões. Por outro lado, a receita líquida avançou 23% na mesma base de comparação, ao atingir R$ 1,13 bilhão. O Ebitda consolidado reduziu 15,8%, passando de 159,4 milhões para 134,3 milhões.

“A tônica deste novo momento é a confiança de que teremos um ciclo positivo, mas com desafios para controlar a inflação de materiais e conduzir bem os processos de integração das novas controladas. Também estamos atentos ao crescimento econômico brasileiro, fator fundamental para a estabilização da demanda”, observa o CFO das Empresas Randon, Paulo Prignolato.

A companhia registrou aumento das receitas em todas as divisões. No negócio montadoras, que inclui implementos e veículos especiais, a Randon emplacou pouco mais de 4,4 mil produtos, marcando uma participação de 31,6%. Já na área de vagões ferroviários, a empresa verificou queda de 75,8% do volume entregue no primeiro trimestre, que ficou nas 86 unidades. Há um ano, a divisão havia entregado 355 vagões. Segundo a fabricante, este mercado deve permanecer pressionado ao longo do ano, mas aponta para sinais positivos, como o recente leilão do trecho da ferrovia norte–sul, além de avanços nas discussões para renovação das concessões ferroviárias.

Nas autopeças, a demanda do mercado original (OEM) permaneceu aquecida, principalmente nos segmentos de caminhões pesados e semipesados. Por outro lado, no mercado de reposição, a Fras-le registrou prejuízo de R$ 2,5 milhões no período afetada pelo aumento dos custos de produção, com pressão inflacionária da matéria-prima, além da queda brusca no mercado argentino. No mercado externo, a Randon registrou aumento de quase 20% das vendas, somando US$ 40,4 milhões no acumulado dos três primeiros meses do ano. As exportações responderam por 13,5% da receita líquida total do grupo, com Chile como principal destino dos implementos da marca, seguido por Paraguai e Cuba.

Com a redução das exportações para o mercado argentino, a América do Norte (Nafta) passou a ser a região mais relevante para a empresa, representando 40% das exportações. O total entre a soma das exportações e das receitas geradas no exterior (com eliminações) foi de US$ 68,6 milhões, sempre considerando o resultado do primeiro trimestre. Há um ano, esse resultado foi US$ 65,3 milhões.



Tags: Randon, balanço, receita, lucro líquido.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência