Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de veículos desabam na Argentina com queda próxima de 60%
Concessionária na Argentina sem clientes reflete o momento do setor em plena crise econômica

Mercado | 05/06/2019 | 20h00

Vendas de veículos desabam na Argentina com queda próxima de 60%

Com exportações também em baixa, produção cai 32,5% no acumulado do ano até maio, apontam fabricantes

REDAÇÃO AB

Em cenário de profunda recessão econômica, a indústria automotiva na Argentina registra mais uma queda das vendas de veículos. Em comunicado divulgado na quarta-feira, 5, pela Adefa, associação das fabricantes, o balanço do setor referente aos números acumulados de janeiro a maio mostra que as entregas diminuíram 58,9% no período quando comparadas com iguais meses do ano passado, para pouco mais de 150,5 mil unidades. O volume se refere às vendas no atacado (das montadoras para a rede de concessionárias).

No resultado isolado de maio, as entregas à rede somaram 27,9 mil veículos, volume 1,8% abaixo do verificado em abril, quando o setor registrou 28,4 mil unidades. No comparativo com maio do ano passado, quando o volume foi de 75,7 mil, a queda é de 63,1%.

Da mesma forma, as exportações esfriaram: entre janeiro e maio, a indústria argentina vendeu 8,5% menos veículos ao exterior, para 90,2 mil unidades. Para o Brasil, as exportações de veículos a partir da Argentina caíram 12,7%, passando de 69,1 mil em 2018 para 60,3 mil este ano, sempre considerando o acumulado de cinco meses.

Com vendas internas em queda livre e exportações fracas, a produção do setor recuou 32,5% no período, passando de 203,2 mil para 137,2 mil. Só em maio, o volume entregue pelas fábricas, de 30,2 mil unidades, ficou 35,3% abaixo do registrado em mesmo mês de 2018. Contra abril, a queda foi bem menor, de 0,05%, indicando atividade estável na passagem de um mês para o outro.

“Para reativar a atividade setorial inicialmente a partir da demanda, lançamos o ‘plano Junho 0km’. Entendemos que, no contexto atual, é importante ter um plano para melhorar a atividade e embora seja prematuro estimar seu resultado, entendemos que nos permitirá gerar uma mudança de expectativas e, consequentemente, uma maior circulação nas redes de concessionárias a fim de melhorar os volumes”, disse em nota o presidente da Adefa, Luis Fernando Peláez Gamboa, se referindo ao programa lançado em conjunto com o governo nesta mesma data.

O executivo disse ainda que que o Junho 0km se soma a outras ações que foram implementadas, como o aumento das restituições às exportações e a redução de tarifas de importação para autopeças que não têm produção local. “Esperamos que essas medidas nos permitam reverter a tendência negativa ao comparar a atividade com resultados de base anual”, complementou.



Tags: Argentina, vendas, produção, veículos, exportações, Adefa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência