Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Toyota Europa se interessa por híbrido flex brasileiro
Corolla equipado com tecnologia híbrida flex é exibido durante o Ethanol Summit 2019

Tecnologia | 17/06/2019 | 22h18

Toyota Europa se interessa por híbrido flex brasileiro

Corolla, primeiro modelo a utilizar a tecnologia, será lançado em outubro no Brasil

SUELI REIS, AB

A subsidiária da Toyota na Europa está interessada no híbrido flex, desenvolvido pela equipe de engenheiros da empresa no Brasil em parceria com a matriz, no Japão. A tecnologia - inédita no mundo - será utilizada pela primeira vez no novo Corolla, cuja produção inicia em setembro na fábrica de Indaiatuba (SP) com lançamento confirmado para outubro no mercado brasileiro.

“Chamou a atenção essa combinação que parece ser muito simples, do flex com o híbrido, juntar isso pela primeira vez chamou a atenção do mundo: ‘pode-se ter um carro ainda eficiente e menos poluidor, com uma matriz ainda mais limpa dentro de uma tecnologia que já se conhece”, disse na segunda-feira, 17, o diretor de relações governamentais da Toyota no Brasil, Ricardo Bastos, durante sua participação do seminário Ethanol Summit, realizado em São Paulo.

Para o executivo, a solução é adequada para colocar o Brasil no hall global de desenvolvimento das novas tecnologias para a mobilidade. “Rompemos uma barreira: o etanol fala, conversa e se une à eletricidade então pensamos, juntamente com a Única [União da Indústria de Cana-de-Açúcar] ‘por que não o Brasil influenciar os outros?’”, disse referindo-se ao ineditismo da união entre a tecnologia híbrida e flex no mesmo veículo.

“A Toyota Europa nos consultou para entender o que é isso; eles têm etanol na região em porcentuais muito pequenos em alguns países, chega a 5%. Então chamamos a Unica e pensamos em fazer um world show, mostrar isso para o mundo. Cada país está buscando seu caminho”, completou Bastos citando Europa, Índia, Tailândia e Indonésia como possíveis interessados.

O executivo comentou ainda sobre a assinatura de uma portaria que amplia os chamados debêntures incentivados: com isso, o setor terá aportes de R$ 9 bilhões para tratar e cultivar cana-de-açúcar. A assinatura foi feita na cerimônia de abertura do evento pelos respectivos ministros das pastas de Minas e Energia, da Agricultura, do Meio Ambiente e da Casa Civil na presença de outras autoridades e representantes do setor.

“Parte desses recursos hoje colocados aqui são para melhorar a qualidade e a produtividade do etanol. Ainda há muito o que fazer na produção do etanol ela pode ser mais eficiente. O setor [sucroalcooleiro] já foi muito afetado pelas políticas de combustível, mas agora está retomando, os investimentos estão voltando”, disse Bastos a respeito da nova portaria.



Tags: Toyota, híbrido flex, etanol, Ethanol Summit 2019.

Comentários

  • GILSON

    Nãosó da cana-de-açúcar más do ???? milho também e MT o maior produtor. Usina de Sinop-MT iniciou a Produção de Etanol do milho.

  • djonga

    amigoeste é o prius

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência