Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Argentina tem melhora com incentivos em ano perdido

Mercado | 05/08/2019 | 20h23

Argentina tem melhora com incentivos em ano perdido

Volumes de vendas, exportação e produção acumulam retração expressiva até julho

REDAÇÃO AB

Os incentivos à compra de carros novos que vêm sendo oferecidos desde junho na Argentina provocaram uma discreta melhora do mercado nos últimos dois meses, justamente por isso o governo renovou por mais um mês o programa de bônus. Contudo, a progressão mensal de alta nas vendas no atacado, de 30,6% na comparação de junho contra maio e agora de 7,5% em julho ante junho, ainda está longe de salvar o complicado ano no país vizinho. Produção, exportação e vendas seguem em contração expressiva, segundo dados divulgados pela associação local de fabricantes, a Adefa, na segunda-feira, 5.

De janeiro a julho as vendas no atacado (das fabricantes aos concessionários) na Argentina somam 226.322 unidades, o que representa forte retração de 51,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Isoladamente em julho as fábricas faturaram 39.255 veículos à rede, em elevação de 7,5% sobre junho, mas ainda em queda de 15,8% na comparação com idêntico mês de 2018.

Como o programa de descontos é direcionado a veículos produzidos no país, é nesse segmento que se produziu maior crescimento. Enquanto as vendas de carros argentinos observou alta de 19,6% em julho sobre junho, com 9.953 unidades negociadas (representando um quarto do mercado argentino no mês), as compras de importados subiram apenas 4%, com 29.302 unidades.

“Começa a ser registrada a melhora mensal nas exportações e vendas domésticas, estas impulsionadas pelo plano de bonificações aos clientes, com destaque para os veículos nacionais. Mas ainda não se registra melhoria nos volumes de produção, principalmente pelo efeito da estagnação e das paradas programadas de fábricas por férias e manutenção de várias empresas”, avaliou Luis Fernando Peláez Gamboa, presidente da Adefa.



PRODUÇÃO E EXPORTAÇÃO EM BAIXA



No acumulado de sete meses de 2019 foram produzidos 182.828 veículos nas fábricas argentinas, em retração de 35,6% na comparação com o mesmo período de 2018. Em julho a produção somou 21.646 veículos em 21 dias úteis, em baixa de 9,5% sobre junho e expressiva contração de 47,8% ante o igual mês do ano passado.

As exportações do país alcançaram 127.599 veículos de janeiro a julho, em declínio de 13,2% sobre os mesmos sete meses de 2018. A indústria automotiva da Argentina segue bastante dependente do Brasil, que sozinho comprou 84 mil unidades, representando 66% dos embarques.

Em julho os embarques de veículos argentinos para fora do país mostraram recuperação de 14,4% sobre junho, com 19.913 unidades exportadas. Na comparação com o mesmo mês de 2018, contudo, o volume configura recuo de 21,5%.



Tags: Argentina, mercado argentino, vendas, produção, exportação, Adefa, balanço, resultado.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência