Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Cruze Premier estreia wi-fi a bordo da GM no Brasil
O Cruze Premier: nova versão de topo do sedã estreia wi-fi a bordo no Brasil

Lançamentos | 08/08/2019 | 19h42

Cruze Premier estreia wi-fi a bordo da GM no Brasil

Fabricante cria nova versão de topo para tentar reavivar vendas do sedã médio

PEDRO KUTNEY, AB | De Indaiatuba (SP)

A GM criou uma nova versão topo de gama do seu sedã médio produzido na Argentina, o Chevrolet Cruze, batizada Premier, que chega às concessionárias em setembro, quando serão divulgados os preços da linha 2020. O modelo foi escolhido para estrear no Brasil o wi-fi a bordo, por meio da conexão do carro com a rede 4G da Claro.

É a primeira vez que a tecnologia é oferecida no mercado brasileiro por um fabricante de veículos – antes tarde do que nunca, já que na Europa e Estados Unidos a facilidade existe há mais de cinco anos, mas a iniciativa deve em breve começar a ser multiplicada por outros fabricantes nos próximos anos.

“Hoje o wi-fi está em qualquer ambiente, agora vai estar nos nossos carros também. O Cruze Premier é só o começo, vamos estender a tecnologia para mais modelos. A conectividade do carro muda tudo, vamos poder até fazer atualizações de sistemas remotamente, sem que seja necessário levar o veículo à concessionária”, disse Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul.



Para provar que a tecnologia funciona, o executivo estava em Buenos Aires, Argentina, e falou por meio da conexão wi-fi com smartphones de jornalistas que estavam dentro de alguns Cruze Premier na apresentação do modelo no campo de provas da GM em Indaiatuba (SP).



DIFERENCIAL COMPETITIVO



A GM promete estender o wi-fi para os novos modelos que serão lançados daqui para frente. Começa pelo alto com o Cruze para introduzir um diferencial competitivo para o público brasileiro, que em média passa mais de nove horas conectado por dia e faz 78 consultas à internet.


O bem-acabado interior do Cruze Premier, com destaque para a tela da central multimídia, que ganhou mais definição e controla o sistema de wi-fi a bordo

Até sete dispositivos como tablets, smartphones e laptops podem ser conectados à internet ao mesmo no roteador wi-fi introduzido no Cruze 2020, que funciona em um raio de até 15 metros de distância do carro. Segundo a GM, graças à antena especial usada no sedã, mesmo em alta velocidade a conexão dentro do veículo é 12 vezes mais forte do que o 4G de um celular, assim é possível ficar conectado por mais tempo com sinal forte o suficiente para várias operações simultâneas, como ouvir música, baixar vídeos e navegação.

No lançamento será oferecida gratuitamente uma degustação da conexão do Cruze 2020 por três meses ou 3 gigabytes, o que for atingido primeiro. O cliente poderá depois escolher entre quatro planos de dados: 2GB, 5GB, 10GB e 20GB. A GM promete que todas as opções são mais baratas do que um plano de 4G convencional do smartphone, mas por enquanto só informou o preço do plano de entrada, que custará R$ 29,90 por mês – seria suficiente para quem roda sozinho a maior parte do tempo e só quer ouvir músicas e colocar o navegador para funcionar. O carro sai de fábrica com o chip da Claro embutido no roteador, não será possível trocar a operadora de telefonia celular.

“A parceria com a Claro está só começando, poderá ir além com a oferta de vários outros serviços, como a oferta de vídeos”, informa Rosana Herbst, diretora de serviços conectados da GM Brasil. Se quiser, o cliente poderá conjugar o wi-fi embarcado com as mensalidades do sistema On Star, que faz chamadas automáticas para uma central de atendimento em casos de emergência e também oferece serviço de concierge, com informações sobre lugares, restaurantes, serviços etc.

CRUZE ATUALIZADO



A oferta de conectividade a bordo é elemento importante para dar sobrevida ao Cruze e defender sua posição de terceiro sedã médio mais vendido do País, com 13,7% de participação no segmento e 10,5 mil unidades emplacadas de janeiro a julho deste ano, segundo dados da Fenabrave. É missão difícil diante do domínio dos japoneses Toyota Corolla, que lidera a categoria com 42% das vendas (32 mil emplacamentos) e já tem nova geração produzida no País programada para ser lançada em setembro próximo (incluindo versão híbrida), e o recém-repaginado Honda Civic, também fabricado no Brasil e vice-líder entre os sedãs médios com 16 mil unidades e de 21% dos emplacamentos este ano.

Parece desperdício investir na atualização de um carro que faz parte de um segmento em declínio no mercado brasileiro. Segundo informações da própria GM, em 2012, quando foi lançada aqui a primeira geração do Cruze, os sedãs médios representavam 10% das vendas de veículos no País, porcentual que hoje mal chega a 5%.

“É verdade que o segmento encolheu bastante e nos últimos anos várias marcas deixaram de atuar nele. Mas aqueles que continuaram a investir na atualização tecnológica de seus modelos não perderam participação”, aponta Rodrigo Fioco, diretor de marketing de produto da GM. Ele destaca que o trio CCC (Corolla, Civic e Cruze), que há anos e nesta ordem lidera o ranking dos sedãs médios, representava 4% do total de emplacamentos de veículos no País em 2012 e este ano o porcentual continua o mesmo, comprovando que a categoria diminuiu de tamanho para as outras marcas, mas não para os três líderes.

Outra mudança percebida foi a migração das preferências para as opções mais caras. O Cruze LT, versão de entrada do modelo que na linha 2019 é vendido por R$ 99.290, representava 72% das vendas em 2015 e hoje esse porcentual caiu para 45%, enquanto o topo de gama LTZ de R$ 108.990 atualmente fica com 55% das escolhas. “Por isso decidimos redefinir a versão de topo com o lançamento do Cruze Premier”, afirma Fioco, sem revelar qual será o preço do carro que chega às concessionárias no próximo mês. Mas pelos padrões atuais, pode-se apostar em valor acima dos R$ 120 mil.


A antena especial no teto do Cruze garante a estabilidade do sinal 4G e a conexão wi-fi a bordo de até sete dispositivos

Para além da oferta de wi-fi a bordo, o Cruze 2020 passou por leve reestilização. Por fora, o para-choque e grade dianteiros ganharam novo desenho, sem destoar muito do atual; as lanternas traseiras agora são de LED; as rodas de liga leve diamantadas também são novas; e o friso cromado lateral tem novas formas quase imperceptíveis. No interior, o painel de instrumentos foi redesenhado e modernizado, com mais informações na tela digital posicionada no centro entre o velocímetro e o conta-giros. A versão Premier tem revestimento de couro marrom nos bancos e apliques no painel e portas.

A tela tátil da central multimídia agora tem definição maior e o dispositivo está mais rápido, com novo processador mais potente. O sistema My Link de pareamento com o smartphone agora pode conectar dois aparelhos simultaneamente, tanto por Bluetooth como por cabo nas duas entradas USB. No console central foi instalado um carregador sem-fio para acomodar celulares maiores.

O Cruze Premier quase não tem opcionais, tem pacote completo de equipamentos de conforto e segurança. São de série alertas de colisão frontal e ponto cego, assistente de permanência em faixa, frenagem automática de emergência com reconhecimento de pedestre e seis airbags (frontais, laterais e cortina).

Na linha 2020 nada muda no já bem ajustado powertrain, uma das principais qualidades do Cruze, que combina o eficiente motor 1.4 turbo flex de 153 cv acoplado à transmissão automática de seis velocidades da Aisin. Agora o sistema start-stop pode ser desligado, caso o motorista prefira ficar com o motor sempre ligado e não queira aumentar a economia no para-e-anda das cidades.



Tags: Chevrolet Cruze Premier, General Motors, GM, wi-fi, Claro, lançamento, sedã.

Comentários

  • RogérioMakssurAjub

    OCruze desta geração tem otimo motor, mas não tem um bom atendimento pós venda.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência