Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 14/08/2019 | 19h57

Randon investe R$ 50 milhões em modernização de estamparia

Com foco em maior produtividade, linha ganha novas máquinas e conceitos de indústria 4.0

SUELI REIS, AB

Em meados de 2016, em meio à maior crise do setor industrial de veículos comerciais pesados no Brasil, enquanto a Randon também apertava os cintos como muitas outras companhias, o cenário adverso despertou nos dirigentes da empresa a necessidade de se reinventar, rever os gargalos, reorganizar as operações e não menos importante, pensar no futuro. Dali, surgiram ideias que estão sendo colocadas em prática e entre elas está a modernização da estamparia, uma das linhas na fábrica de Caxias do Sul (RS) responsável pela transformação de chapas planas de aço em peças para a montagem de implementos rodoviários e veículos especiais.

A história é resgatada pelo vice-presidente e COO da divisão montadora, Alexandre Gazzi. O executivo conta que a empresa está investindo quase R$ 50 milhões para readequar a linha, que foi totalmente deslocada para as laterais, transformando o espaço central – onde serão instaladas as novas máquinas - em um verdadeiro canteiro de obras. A reforma, que começou no fim do ano passado, tem previsão de ser concluída no primeiro trimestre de 2020.

“Vai ter um salto em produtividade de 10%, além da redução de resíduos industriais”, diz o executivo ao informar que a empresa utiliza cerca de 150 mil toneladas de aço por ano. “Hoje, no processo atual de corte do aço plano, 9% do total vira sucata. Com esta atualização, este índice vai para 7%”, explica.

A unidade começará a utilizar um processo mais moderno de corte de chapas a laser, com parte do maquinário importada da Alemanha. A linha, que Gazzi apelidou de “uma fábrica dentro da fábrica” foi reestruturada nos conceitos de indústria 4.0, com máquinas e sistemas que controlam a operação, transformando-a numa linha de manufatura conectada e inteligente. “A nova linha fará todo o processo de corte, dobra e separação das peças estampadas de aço sem a intervenção humana, o que também vai ajudar a reduzir o risco de acidentes.”

Contudo, a linha terá a necessidade de menos pessoas trabalhando. O vice-presidente afirma que junto com a modernização da fábrica, a empresa já estruturou a qualificação da mão de obra, a fim de agregar conhecimento aos funcionários que terão que lidar com novas máquinas. Além disso, ele destaca as sinergias entre as fábricas e diz que é comum as empresas aproveitarem os profissionais em outros setores e até em outras empresas que fazem parte do grupo.



Tags: Randon, fábrica, estamparia, investimento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência