Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Grupo Gandini inaugura centro tecnológico de R$ 25 milhões
Centro tecnológico já presta serviços a duas montadoras e um importador de veículos (foto: Mário Curcio)

Engenharia | 23/09/2019 | 19h45

Grupo Gandini inaugura centro tecnológico de R$ 25 milhões

Instalações estão aptas a homologar até mesmo veículos elétricos e híbridos

MÁRIO CURCIO, AB | De Salto (SP)

O Grupo Gandini inaugurou na segunda-feira, 23, um centro tecnológico para ensaios de emissões veiculares. As instalações ficam em Salto (SP) e resultam de um investimento de R$ 25 milhões, dos quais R$ 8 milhões haviam sido depositados em um fundo de pesquisa e desenvolvimento criado durante o programa Inovar Auto. O restante são também recursos próprios. O local tem 5,9 mil metros quadrados de área total e 2,4 mil m2 de área construída.

O chamado GCT (Gandini Centro Tecnológico) emprega 15 pessoas e recebeu equipamentos capazes de homologar veículos movidos a gasolina, etanol, flex, diesel, GNV, híbridos e elétricos, com tração 4x2 ou 4x4. As instalações foram anunciadas em setembro de 2016 e estão habilitadas ao atendimento das normas de eficiência energética do programa Rota 2030. O local já presta serviços a duas montadoras e um importador, cujos nomes não foram revelados. A intenção é atrair mais clientes e dobrar a equipe em curto prazo.

“No momento em que os veículos elétricos e híbridos despontam como solução para a mobilidade, o GCT é um dos únicos equipados com tecnologia de ponta para o processo de homologação desses modelos”, afirma o presidente do grupo, José Luiz Gandini.



As instalações têm capacidade reconhecida pela Cetesb, companhia ambiental do Estado de São Paulo, para realizar testes de emissões pelo escapamento, emissões evaporativas, consumo, análise de aldeídos e de álcool não queimado, entre entras medições. Os laboratórios poderão realizar ensaios de veículos destinados ao Brasil e outros países integrantes do Mercosul.

Entre os equipamentos no GCT há um analisador integrado para medição de veículos híbridos e elétricos e também o sistema AVL para análise de emissões de motores Otto e a diesel.

Além dos laboratórios o GCT recebeu salas de reunião e áreas independentes para clientes, com estações de trabalho equipadas para garantir confidencialidade dos resultados.



Tags: Gandini, centro tecnológico, GCT, álcool, gasolina, flex, diesel, José Luiz Gandini, Kia Motors.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência