Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Importadoras de veículos revisam projeção de vendas para baixo mais uma vez
Fábrica da Caoa Chery em Jacareí (SP): a empresa, uma das fabricantes associadas à Abeifa, mais que dobra sua produção no comparativo anual

Mercado | 03/10/2019 | 17h07

Importadoras de veículos revisam projeção de vendas para baixo mais uma vez

Associadas à Abeifa mudam expectativa para o ano e agora esperam entregar 35 mil contra 40 mil da previsão anterior

REDAÇÃO AB

A Abeifa revisou para baixo sua projeção para 2019 após registrar queda das vendas em setembro, de acordo com comunicado divulgado na quinta-feira, 3. A entidade que reúne quinze empresas entre importadoras e fabricantes de veículos entende que com o desempenho atual do setor de veículos importados, o volume total de vendas para o ano devem ficar em 35 mil unidades e não mais 40 mil conforme sua revisão anterior, feita em julho, quando já havia reduzido sua expectativa de 50 mil para 40 mil.



- Faça aqui o download dos dados da Abeifa
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



A queda dos emplacamentos em setembro foi de 6,1%, com pouco mais de 2,8 mil unidades contra as 3 mil de agosto. Com isso, o acumulado de nove meses soma pouco acima dos 25 mil carros vendidos, retração de 9,8% sobre o mesmo acumulado janeiro-setembro de 2018.

Na nota, a entidade reforça que mesmo que o setor tenha anotado tendência mensal de alta, a três meses do final de 2019, a estimativa de vendas para o ano não deve ultrapassar as 35 mil unidades, volume que considera apenas os veículos importados e não inclui os modelos produzidos pelas associadas que possuem fábrica no Brasil.

Já o volume de vendas de veículos produzidos no Brasil pelas associadas BMW, Caoa Chery, Land Rover e Suzuki vai na direção contrária e registra volume alta de 39% das vendas no acumulado de nove meses e no comparativo anual, passando de 16,4 mil para 22,8 mil. Deste total, mais de 13,7 mil unidades foram produzidas pela Caoa Chery, que é a única entre as quatro fabricantes que registrou crescimento na produção no período acumulado do ano, com volume quase duas vezes maior no comparativo anual, de 5 mil para 13 mil.

Na soma de veículos importados com os nacionais, os emplacamentos da Abeifa atingem 47,9 mil unidades, aumento de 8,3% sobre as 44,2 mil vendidas de janeiro a setembro do ano passado. Considerando só os importados, a participação da Abeifa está em 1,2% no mercado brasileiro de veículos, e na soma dos nacionais com importados, a participação sobe para 2,5%.



Tags: Importados, Abeifa, veículos, projeção, Caoa Chery, vendas, mercado.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência