Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Produção de veículos anda de lado para menos de 3 milhões em 2019

Indústria | 07/10/2019 | 18h45

Produção de veículos anda de lado para menos de 3 milhões em 2019

Anfavea projeta crescimento de 2%, alta do mercado interno não compensa queda das exportações

PEDRO KUTNEY, AB

A aprofundada e contínua queda das exportações, de 35% no acumulado de janeiro a setembro, já comprometeu o desempenho das fábricas de veículos. Ao mesmo tempo, a alta de menos de 10% nas vendas domésticas não foi suficiente para compensar a retração externa. Nos primeiros nove meses de 2019 foram produzidos 2,26 milhões de unidades, o que representa pequena elevação de 2,9% ante o mesmo período de 2018. Com isso, a Anfavea, associação dos fabricantes, passou a trabalhar com a projeção que a produção vai andar de lado em 2019, com menos de 3 milhões de veículos montados, ficando em 2,94 milhões, em inexpressiva variação positiva de 2% sobre o ano passado, segundo balanço da entidade divulgado na segunda-feira, 7.



- Faça aqui o download da revisão das projeções da Anfavea
- Faça aqui o download dos resultados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



“Quase toda a perda de produção este ano será por causa da queda nas exportações para a Argentina, mas mesmo assim vamos fechar o ano com um número importante”, justificou Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.



No início deste ano, a Anfavea estimava aumento de 9% na produção nacional de veículos, que com isso deveria superar a barreira das 3 milhões de unidades produzidas (a previsão era de 3,14 milhões) pela primeira vez desde 2014. Mas a retração das exportações foi muito mais forte do que era esperado e este mês a associação dos fabricantes revisou a projeção para 2,94 milhões, “o que também é um número importante, com crescimento; pequeno, mas é”, pontua Moraes.

Na nova estimativa apresentada pela Anfavea, as exportações revisadas de 590 mil para 420 mil representam a maior perda de produção este ano, de 170 mil unidades – praticamente o mesmo número da retração projetada das compras de veículos brasileiros na Argentina, calculadas em menos 175 mil.

Segundo a entidade, por causa do cenário de estagnação econômica no Brasil, o mercado doméstico deverá comprar 30 mil veículos a menos do que foi inicialmente previsto. Somando os recuos internos e externos, as fábricas deverão produzir 200 mil unidades a menos do que a Anfavea projetava no início de 2019.

Segundo Moraes, mesmo com a estagnação da produção, o nível de emprego das fábricas de veículos não deve se alterar nos próximos meses, “tende a ficar estável”. Já houve redução de 3,4%, ou 4.542 vagas, no número de trabalhadores da indústria entre setembro de 2018 e de 2019, que fechou com 127.938 pessoas na folha de pagamentos. A pequena redução de 215 pessoas no quadro de funcionários das montadoras entre agosto e setembro é creditada inteiramente ao processo de fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo e ao encerramento do terceiro turno de produção da Toyota em Sorocaba (SP).

Os estoques de veículos nos pátios das fábricas e concessionárias permaneceu quase estável entre agosto e setembro, crescendo levemente 1,57%, de 343,2 mil para 348,6 mil unidades à espera de compradores, o que representa 45 dias de vendas, um pouco acima do nível considerado ideal pelos fabricantes. “Houve muitos lançamentos nos últimos meses, o que costuma aumentar um pouco o volume de estoques”, explica Moraes.



Tags: Anfavea, produção, exportação, balanço, resultados, revisão, projeções, vendas externas, Argentina.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência