Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercedes-Benz mostra Atego autônomo com test-drive na Fenatran

Lançamentos | 10/10/2019 | 19h32

Mercedes-Benz mostra Atego autônomo com test-drive na Fenatran

Fabricante já tem 22 Axor autônomos em operação para colheita de cana e investe em segundo modelo

REDAÇÃO AB

A Mercedes-Benz vai colocar um Atego 2730 com direção autônoma para test-drive da Fenatran, feira do setor de transporte de carga que acontece entre os dias 14 e 18 próximos no São Paulo Expo. Será a primeira vez que o evento terá um veículo autônomo para demonstração prática na sua área externa. Preparado especialmente para operar na colheita de cana-de-açúcar, o modelo foi apresentado pela primeira vez na Agrishow, em maio passado, mas ainda não está sendo utilizado por nenhum cliente.

O Atego 2730 6x4 autônomo é a segunda aposta do fabricante nesse segmento do agronegócio: há pouco mais de um ano a Mercedes lançou o Axor 3131 8x4 autônomo e 22 deles já operam em fazendas da na Agro Cana Caiana, na região de Lençóis Paulista (SP). A tecnologia de direção autônoma guiada por GPS e georreferenciamento é a mesma para ambos os caminhões, foi desenvolvida em conjunto pela Mercedes-Benz e a Grunner, empresa especializada em tecnologia para a agricultura.

A diferença entre os dois caminhões autônomos é o tamanho e capacidade de carga. Com o Atego 2730 6x4, a Mercedes lança uma opção mais leve e barata para o segmento, para levar até 14 toneladas de cana, enquanto o Axor 3131 8x4 pode carregar de 18 a 20 toneladas. O Atego também fica mais próximo da concorrência, o Volvo VM autônomo com capacidade de 14,5 toneladas, lançado no Brasil pela marca sueca em 2017, também para atuar na colheita de cana.

Assim como o Axor, o Atego autônomo foi modificado com pneus flutuantes e eixos com bitola mais larga para trafegar entre as linhas da plantação de cana sem passar por cima dos brotos que darão origem à próxima safra. O modelo usa o motor OM 926 LA de 286 cv a 2.200 rpm, torque de 1.120 Nm entre 1.200 e 1.600 rpm, com transmissão automatizada MB PowerShift G211 de 12 marchas, desenvolvida para aplicações off-road.

Em operação autônoma, o Atego trafega em trechos pré-mapeados à velocidade média de 6 km/h, ao lado da colheitadeira de cana. Terminada a colheita, o motorista assume a direção do veículo até a área de transbordo para outro caminhão.

FROTA DE AUTÔNOMOS EM OPERAÇÃO



“Nós somos a marca com a maior frota de caminhões com direção autônoma já em uso no Brasil. Atualmente são 22 Axor em operação nas usinas, trabalhando regularmente no período de safra”, destaca Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing de caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

O executivo defende que a utilização de caminhão em substituição a tratores é uma tendência nas plantações de cana, porque agiliza o processo de transbordo dentro das fazendas, trazendo mais produtividade, menos consumo de combustível e menor custo operacional para o abastecimento das usinas de açúcar e etanol. “Depois de vários estudos, chegamos à conclusão de que o caminhão é a melhor solução para acompanhar a colhedora”, afirma.

O caminhão recebe uma nova configuração com bitola mais larga (distância entre as rodas), pneus agrícolas de alta flutuação e antenas para captar sinal de satélite. O caminhão atua lado a lado com as colhedoras de cana, também de condução autônoma, que fazem a colheita e o corte, já lançando a cana picada diretamente na carroçaria do caminhão. A velocidade média dos veículos gira em torno de 6 km/h na área da colheita. Terminado o carregamento, o motorista assume o controle do Atego para a etapa de transbordo aos treminhões, ou seja, o descarregamento da carga nos caminhões de maior capacidade, que completam o ciclo de transporte levando a cana às usinas de açúcar e etanol.



Tags: Mercedes-Benz, caminhão autônomo, Atego 2730, Axor 3131, Grunner, tecnologia, colheita de cana, agronegócio, Fenatran, São Paulo Expo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência