Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Doria promete Ford na Fenatran 2021 e vai negociar renovação de frota
O governador Doria na abertura oficial da Fenatran 2019

Eventos | 14/10/2019 | 20h10

Doria promete Ford na Fenatran 2021 e vai negociar renovação de frota

Governador diz que até o fim do mês situação da fábrica de São Bernardo estará resolvida

PEDRO KUTNEY, AB



Na cerimônia de abertura oficial da Fenatran 2019 na segunda-feira, 14, a única marca de caminhões que não exibe produtos no salão chamou mais atenção do as que montaram seus pomposos estandes no São Paulo Expo. Em seu discurso, o governador de São Paulo, João Doria, disse que a Ford estará de volta ao evento em 2021, quando acontece a próxima Fenatran. Segundo Doria, antes do fim deste mês deve ser formalizada a compra da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), que a Ford decidiu fechar no início do ano e que o Grupo Caoa confirmou sua intenção de aquisição em setembro passado.

O negócio, que o próprio Doria ajudou a intermediar, dependia ainda da auditoria para ser fechado. Alguns rumores que circularam durante o último mês colocavam em dúvida a viabilidade da compra pelo Grupo Caoa, até então único a formalizar o interesse. A declaração do governador confirma, portanto, que a aquisição será efetivada e que os caminhões Ford voltarão a ser produzidos na planta do ABC paulista.

Como já é hábito em seus discursos, Doria soltou mais um balão de ensaio sob medida para o público que o assiste: disse que em breve a Anfavea, a associação nacional dos fabricantes de veículos, deverá “ganhar um novo sócio chinês”. Acrescentou ainda que a nova fabricante a se instalar no Estado é resultado de negociações realizadas em sua recente visita à China. Talvez esta informação esteja ligada à compra da fábrica e da marca de caminhões Ford pela Caoa. Isso porque o grupo do empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade também negociava representar e fabricar no Brasil caminhões de uma marca chinesa, possivelmente na mesma fábrica de São Bernardo que estaria comprando.

RENOVAÇÃO DE FROTA



Ao ouvir um discurso que o antecedeu em defesa da adoção de um programa de renovação de frota de caminhões no País, Doria aproveitou para oferecer ao público mais uma de suas iniciativas: anotou a proposta em um pedaço de papel e, quando foi sua vez de falar, disse que pretendia adotar a renovação no Estado de São Paulo. Em ato contínuo, já marcou com o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, uma reunião na quarta-feira da próxima semana para discutir o assunto.

Propostas para tirar de circulação caminhões antigos, poluidores e sem segurança e substituí-los por mais novos já foram apresentadas dezenas vezes ao governo federal, mas sempre esbarrou na falta de recursos para bancar o programa. “Devido a distorções do mercado brasileiro, o caminhão usado tem preço elevado e é preciso desembolsar uma soma inicial alta para ressarcir o proprietário do veículo que seria encaminhado à reciclagem. Outro problema é o da falta de garantias para financiar o caminhão novo para este mesmo proprietário”, aponta Moraes.

Segundo o presidente da Anfavea, Doria defende que se o governo paulista de fato adotar o programa de renovação, deverá incentivar o resto do País a fazer o mesmo. De acordo com o último levantamento feito há quatro anos, existiam cerca de 230 mil caminhões com mais de 30 anos de uso rodando no Brasil, o que por si só já justificaria um programa de renovação.

Moraes revelou que a Anfavea já encomendou a uma consultoria um novo estudo sobre a frota brasileira de caminhões, que deve ser apresentado antes do fim deste ano. “A ideia é mostrar ao governo o quanto custa para a sociedade não fazer a renovação e continuar com esses veículos em circulação, causando acidentes e poluição, com danos à saúde da população”, afirma o dirigente, que assim espera sensibilizar o governo a direcionar verbas para o programa.



Tags: Ford Caminhões, Caoa, João Doria, Fenatran 2019, transporte, caminhão, indústria, evento, SP Expo.

Comentários

  • Leandro

    Issomostra que o nome de João Doria é cada vez mais forte para ser presidente do Brasil em 2022 , pois o atual governo não está tendo estrutura emocional e política para governar o nosso Brasil e , sendo assim o candidato é um forte candidato para se eleger em 2022 sabendo que o governo atual só foi eleito pelo fato da maioria de seus votos ser tirado do PSDB , pois Geraldo Alckmin não teria força para vencer o PT ...

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência