Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Eixos elétricos movimentam Fenatran 2019
Dana leva duas soluções à Fenatran, uma para híbridos (acima) e outra para modelos 100% elétricos (foto: Mário Curcio)

Powertrain | 16/10/2019 | 16h40

Eixos elétricos movimentam Fenatran 2019

Fornecedores consagrados mostram soluções prontas e futuras para o transporte de carga

MÁRIO CURCIO, AB



Reportagem atualizada em 21 de outubro

A perspectiva de eletrificação da frota comercial fez com que diferentes fornecedores de eixos e transmissões mostrassem novas soluções de tração na Fenatran 2019, que ocorre até 18 de outubro no São Paulo Expo. A Dana vai à feira com dois eixos eletrificados para veículos comerciais, um para caminhões híbridos e outro para elétricos.

“A Dana tem soluções prontas e já em uso. O modelo híbrido já há tem 10 mil unidades rodando nos Estados Unidos, China e Canadá”, afirma o diretor de comunicação e marketing da empresa, Luís Pedro Ferreira.



“Todas as montadoras estão trabalhando nisso. A solução escolhida por cada uma vai depender do projeto do veículo e da matriz energética do país em que ele vai rodar”, diz Ferreira.

No início de 2019 a Dana estabeleceu uma parceria estratégica com a Hyliion para expandir sua oferta de sistemas híbridos diesel-elétricos. Há soluções para comerciais pesados que podem ser instaladas em caminhões novos ou adaptadas em antigos, transformando um 6x2 tradicional em um híbrido 6x4. A empresa também concluiu recentemente a aquisição da Nordresa, o que permitirá a oferta de soluções para veículos 100% elétricos a frotas e montadoras.

ALLISON LEVA E-EIXO À FENATRAN


A fabricante de transmissões Allison mostra na feira o e-eixo, um sistema de transmissão elétrica instalado no eixo de tração do caminhão. O conjunto é formado por dois motores elétricos, uma transmissão de duas velocidades e recursos eletrônicos. O caminhão pode receber um ou dois e-eixos.

“Ele pode ser aplicado em veículos de 18 toneladas em diante. Existe a possibilidade de produção em série a partir do segundo semestre de 2020 nos Estados Unidos, em Troy ou Indianápolis”, afirma o diretor regional da Allison para a América do Sul, Evaldo Oliveira.




Solução levada à Fenatran pela Allison tem dois motores elétricos e uma transmissão de duas velocidades, tudo integrado. Caminhão pode receber um ou dois e-eixos (foto: Mário Curcio)

Outros fabricantes instalados no País se preparam para a eletrificação no transporte de carga. A ZF mostra o AxTrax AVE, eixo de tração elétrica que pode ser combinado com as configurações de célula híbrida e combustível ou ser alimentado por bateria. Em razão do seu desenho plano, as montadoras ganham liberdade no design interior. Como fornecedora de sistemas, a ZF também oferece hardware e software adequados para garantir eficiência e vida útil à tração.

O eixo AxTrax AVE foi introduzido pela primeira vez em um ônibus. É utilizado na Europa e há estudos para adoção nos Estados Unidos, Mercosul e China. Ele é fabricado na Alemanha. Teve 1,1 mil unidades vendidas no ano passado e outras mil neste ano. “A ZF foi pioneira neste tipo de solução, sobretudo quando comparamos sua capacidade e o design para piso baixo”, afirma o diretor executivo de vendas da ZF para a América do Sul, Silvio Furtado.

O AxTrax AVE tem capacidade para 13 toneladas e é indicado para veículos leves e pesados, com vocação para aplicação urbana e/ou mista. “As principais vantagens de utilização do eixo apontam para seu sistema compacto e integrado de tração elétrica, que substitui o motor a combustão, transmissão e eixo traseiro convencionais e permite melhor utilização e otimização de espaço", garante Furtado.

A Meritor leva à Fenatran o eixo elétrico 14Xe, criado para caminhões 4x2 de 9 a 26 toneladas de peso bruto total (PBT) e 6x4 de 26 a 40 toneladas de PBT.

A Randon e sua divisão Suspensys revelam o e-Sys, desenvolvido pela engenharia local. O conjunto é formado por um motor elétrico, uma unidade de controle eletrônico, inversor, bateria e sistema de frenagem regenerativa. Aplicado em carretas, ele pode gerar até 25% de economia de combustível.



Tags: Fenatran, Dana, Allison, Luís Pedro Ferreira, Evaldo Oliveira, Meritor, Randon, Suspensys.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência