Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Autopeças brasileiras estarão em feira egípcia

Negócios | 21/10/2019 | 17h03

Autopeças brasileiras estarão em feira egípcia

Perspectiva de bons negócios decorre de acordo de livre comércio existente entre Egito e Mercosul

REDAÇÃO AB

Fabricantes brasileiros de autopeças estarão entre os dias 13 e 15 de dezembro na Autotech, feira egípcia para o mercado de reposição que ocorre anualmente na cidade do Cairo. As empresas locais contam com a ajuda do projeto Brasil Auto Parts – Trusted Partners, realizado pelo Sindipeças e a Apex Brasil, agência de fomento a exportações. Egito e Mercosul são signatários de um recente acordo de livre comércio.

A venda de autopeças ao Egito em todo o ano de 2018 somou US$ 12,3 milhões. Em 2019, no acumulado até setembro os embarques àquele país já somavam US$ 12,1 milhões, de acordo com dados do Ministério da Economia.

O projeto Brasil Auto Parts traz este mês ao Brasil 18 compradores de 12 países, entre eles África do Sul, Colômbia, Costa Rica, Emirados Árabes, Estados Unidos, Irã e México, para o chamado “Projeto Comprador”, que chega à 12ª edição. Entre os dias 21 e 25 de outubro haverá encontros de negócios com 88 fabricantes locais, incluindo visitas a fábricas em São Paulo (SP) e Caxias do Sul (RS).

Outra iniciativa recente do Brasil Autoparts foi uma missão realizada em setembro na Rússia, com expectativa de US$ 4 milhões em vendas em 12 meses. Catorze fabricantes brasileiros mostraram seus produtos a 29 potenciais compradores da própria Rússia, Bioelorrússia e Cazaquistão.



Tags: Autopeças, Sindipeças, Apex Brasil, Autotech, Egito, livre comércio.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência