Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Fenatran supera expectativas e gera R$ 8,4 bilhões em negócios

Eventos | 25/10/2019 | 19h30

Fenatran supera expectativas e gera R$ 8,4 bilhões em negócios

Feira eleva status como a segunda maior do mundo no setor de transporte rodoviário

REDAÇÃO AB



A 22ª edição da Fenatran, Salão Internacional de Transporte Rodoviário de Cargas, realizado entre os dias 14 e 18 deste mês, superou as expectativas ao gerar R$ 8,4 bilhões em negócios, segundo balanço divulgado na sexta-feira, 25, pela Reed Exhibitions Alcântara Machado, organizadora do evento. O valor é mais do que o dobro do volume registrado na edição anterior, em 2017, e muito acima da expectativa da companhia, que estimava R$ 4 bi. Neste ano, o número de empresas expositoras aumentou de 350 para 450, que juntas atraíram 62 mil visitantes, um público 24% maior do que o da última edição.

Entre os participantes, a Fenatran contou com forte presença de executivos internacionais que vieram de mais de 55 países, incluindo presidentes globais das empresas expositoras. Além disso, o evento recebeu representantes de companhias vindos de 27 estados do País e de mais de 1,8 mil municípios brasileiros. Segundo a Reed, a feira se confirma como a segunda maior do mundo no setor de transporte rodoviário, perdendo apenas para o Salão de Hannover, na Alemanha.

“Tivemos a presença massiva dos principais compradores do setor de transportes rodoviário de cargas com muita disposição para fazer negócios. Superamos as expectativas e isso mostra a força dos nossos eventos em criar oportunidade e gerar negócios”, destaca o diretor do portfólio de mobilidade da Reed, Leandro Lara.

Esta edição da Fenatran foi marcada pela exibição de tecnologia de ponta apresentada pela maioria das montadoras e outras empresas da cadeia de fornecimento. Entre as inovações, o público pode conferir destaques como o lançamento de caminhões elétricos, movidos a gás natural e a hidrogênio, além de veículos dotados de recursos eletrônicos de condução semiautônoma e novos sistemas de rastreamento, telemetria e serviços visando maior eficiência e menor custo no transporte.

Para o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, a edição deste ano da Fenatran foi o marco da retomada do setor.

“Registramos muitos visitantes e o clima no evento foi muito positivo. Algumas das nossas associadas precisaram trazer mais vendedores para os estandes e outras bateram a meta para o ano. Esta é uma informação fantástica, pois não existe compra de veículos comerciais se não há uma boa expectativa com a economia do País. E esta Fenatran nos mostrou que os responsáveis por carregar grande parte do PIB do Brasil estão confiantes e otimistas para o futuro”, comenta o presidente da Anfavea.



A feira também contou com rodadas de negócios nacionais e internacionais organizadas pela Reed e gerou mais de R$ 82 milhões em vendas em apenas duas manhãs. Estiveram presentes nas mesas compradoras, transportadoras, indústria de alimentos, distribuidores, importadores e profissionais de logística para realizarem negócios com expositores tanto da Fenatran quanto da Movimat, Salão Internacional da Logística Integrada e que aconteceu em paralelo ao evento. No total, as rodadas somaram 150 reuniões.

“A Fenatran 2019 é um grande sucesso para os negócios de implementos rodoviários e ajudará bastante o nosso processo de recuperação das perdas“, disse Norberto Fabris, presidente da Anfir, associação das fabricantes de implementos rodoviários.

BALANÇO DAS MONTADORAS


Entre as fabricantes de caminhões e utilitários que mostraram seus produtos durante a Fenatran, destacam-se balanços de peso, como o da Volvo, cujo presidente para o grupo na América Latina, Wilson Lirmann, estimou mais de R$ 1 bilhão em negócios durante a feira: “Esperamos atingir mais um recorde de vendas, com o maior volume de negócios já alcançado pela Volvo em toda a história da Fenatran”, disse. O valor também representa o dobro do total registrado pela empresa na Fenatran anterior.

A Mercedes-Benz, que inovou com os novos Actros e Sprinter, destaca o número de visitantes e o volume de negócios ao longo de todo o evento. “Em cinco dias, recebemos mais de mil clientes de todas as regiões do Brasil e também grupos da América Latina, África e Oriente Médio. Além de irem ao estande, esses grupos também visitaram a nossa fábrica em São Bernardo do Campo”, disse o vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Roberto Leoncini.

O executivo conta que todas as visitas geraram bons negócios e superaram as expectativas e que essas negociações podem ainda gerar bons frutos para 2020:

“Para se ter uma ideia, houve momentos em que todas as salas de reuniões do estande estavam completamente lotadas de clientes. E não foram somente negociações de caminhões e Sprinter, percebemos que eles também estavam interessados em adquirir serviços para garantir a rentabilidade das operações. A Fenatran 2019 foi um marco para o segmento. E esperamos que 2020 reflita os bons resultados conquistados durante o salão deste ano”, disse Roberto Leoncini, da Mercedes.



Para a Scania, a feira foi um marco para apresentar suas novas soluções de combustíveis alternativos para o Brasil.

“Apresentamos os caminhões a gás, com abertura de vendas no primeiro dia da Fenatran e conseguimos mais de dez vendas. Isso significa uma grande resposta que os clientes deram para nós e podemos afirmar que o caminhão a gás é sim viável para o Brasil”, disse o diretor comercial da Scania, Silvio Munhoz. “Também lançamos o programa de manutenção premium flexível que reduz em 25% os custos de manutenção e os clientes receberam muito bem esse programa. Superamos as expectativas e terminamos o ano com muito otimismo”, conclui.

Com a apresentação de 15 novos modelos, incluindo o e-Delivery, primeiro caminhão da VWCO 100% elétrico e que será feito no Brasil, a empresa também comemora o resultado da feira, onde fez o lançamento de sua plataforma global Rio para o mercado brasileiro:

“Essa foi a melhor Fenatran dos últimos tempos. Comparando com a edição passada, o movimento dos clientes e dos interessados em se aprofundar nos produtos e serviços aumentou e encerramos com chave de ouro com o movimento acima do normal no último dia, o que nos traz grande gratidão”, disse o vice-presidente de vendas, marketing e pós-vendas da Volkswagen Caminhões e Ônibus, Ricardo Alouche.



Ana Theresa Borsari, diretora das marcas Peugeot e Citroën, destacou a importância que o transporte de carga tem no País e que é fundamental para a estratégia global das duas empresas. Durante o evento e em um estande compartilhado, ambas mostraram toda a sua linha de utilitários dedicada ao transporte e serviços diversos.

“A participação na Fenatran foi muito importante para mostrar toda a nossa gama de produtos. Apresentamos aqui a mais completa e versátil linha de veículos utilitários do mercado brasileiro, orientada para atender as expectativas de todos os profissionais do setor de transportes."

No setor de implementos rodoviários, a Anfir, associação das fabricantes, comemora o resultado da feira: “Esta foi a melhor Fenatran dos últimos tempos para o setor fabricante de implementos rodoviários”, avalia Norberto Fabris, presidente da entidade.

Segundo balanço final, durante a Fenatran as associadas à Anfir venderam cerca de 15 mil reboques e semirreboques (segmento pesado) e 620 unidades de carrocerias sobre chassis (leves). O presidente da entidade recorda que desde as primeiras horas do primeiro dia da feira percebeu-se que o evento seria diferente, dado o volume de visitantes e movimento nos estandes. "Inúmeras notícias que chegavam à entidade dando conta de produtos vendidos pouco depois dos portões do São Paulo Expo serem abertos.”

Para Fabris, o evento deu um impulso no setor, que continua em recuperação. “A curva de desempenho tem mostrado resultado positivo e constante desde o início do ano, indicando consolidação da tendência: assim era de se esperar que a Fenatran estaria inserida nesse contexto de recuperação e o resultado comprova isso”, completa.

Entre as implementadoras, a Randon programou-se para, no mês de outubro, incluindo o período da Fenatran, fechar negócios equivalentes a três meses de atividade. Na feira, o resultado foi muito superior ao alcançado na edição de 2017, incluindo a venda de mais de 300 cotas de consórcio para o setor.

Por sua vez, a Librelato registrou sua melhor Fenatran com balanço de R$ 200 milhões em vendas nos cinco dias de evento.



Tags: Fenatran, Fenatran 2019, negócios, evento, transporte, Reed Exhibitions Alcântara Machado, Anfavea, caminhões, implementos, Anfir.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência