Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 28/10/2019 | 19h01

Faturamento do Grupo Renault recua 5% até setembro

Volume de vendas diminui 6% no acumulado de nove meses

REDAÇÃO AB

O Grupo Renault apurou faturamento 5,1% menor no acumulado de janeiro a setembro, conforme balanço financeiro divulgado pela empresa. Os ganhos totalizaram € 39,3 bilhões contra € 41,4 bi registrados em iguais meses do ano passado. O resultado se deve às vendas 6% menores no período, que passaram de 2,97 milhões para 2,79 milhões de unidades em todo o mundo.

Enquanto a divisão automotiva registrou faturamento 6,7% abaixo do apurado há um ano, para € 36,9 bilhões (resultado não considera a AvtoVaz), a divisão financeira (Banco RCI) viu seus ganhos aumentarem 5,5% no período, para € 2,54 bi. A AvtoVaz, por sua vez, encerrou os nove meses completos do ano com € 2,34 bilhões, 11,6% acima do resultado de mesmo período do ano passado.

A companhia que reúne as marcas Renault, Dacia, AvtoVaz e Lada, verificou volumes de vendas menores em todas as regiões globais. A pior queda foi registrada na região que compreende África, Oriente Médio, Índia e Pacífico, onde as vendas tiveram queda de 25,5%.

Na Europa, o volume foi apenas 1% abaixo do mesmo acumulado do ano passado, puxado pela queda de 2,9% na França. Esta queda, segundo a Renault, se explica parcialmente por uma base de comparação elevada, quando as vendas dos consumidores foram antecipadas, gerando altos volumes de vendas antes setembro de 2018, quando entrou em vigor o novo ciclo WLTP para carros de passeio. Também se deve as perdas nas vendas com a disponibilidade gradual do novo Clio na Europa. Na região da Eurásia, as vendas diminuíram 2,9%.

Nas Américas, os negócios caíram 2,9% no acumulado até setembro, com a venda de 315,2 mil unidades. A empresa destaca que no terceiro trimestre, a participação de mercado avançou 0,2 ponto na região e no Brasil, os volumes cresceram 5,6%, pouco compensando a queda de 37,7% dos volumes na Argentina no mesmo período.

Na China, os volumes do grupo foram 21,3% menores em um ano no maior mercado global do mundo e que continua em queda.

REVISÃO DAS PERSPECTIVAS 2019


Ao divulgar seu balanço, o Grupo Renault revisou suas projeções para o ano nas principais regiões onde atua. Para a companhia, o mercado global de veículos deve ter uma queda na ordem de 4% com relação a 2018 – sua previsão anterior apontava queda de 3%.

Para a Europa, o grupo agora espera um resultado entre crescimento zero e queda de 1% contra a previsão anterior de um mercado estável. Na Rússia, a companhia também piorou sua análise, passando de uma queda de 2% para 3% neste ano.

O único alento do grupo deve ser o mercado brasileiro, onde a Renault acredita que as vendas totais de veículos devam crescer em torno de 7%, embora este resultado seja pior do que a previsão anterior, que esperava aumento das vendas totais em 8%.



Tags: Faturamento, Grupo Renault, vendas globais.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência