Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Peugeot venderá Landtrek este ano na AL, mas não no Brasil nem na Argentina
Landtrek, primeira picape média da Peugeot, será vendida primeiro na América Latina

Lançamentos | 20/02/2020 | 19h33

Peugeot venderá Landtrek este ano na AL, mas não no Brasil nem na Argentina

Primeira picape média da marca francesa vem de projeto com a chinesa Changan

PEDRO KUTNEY, AB

A Peugeot finalmente anunciou o lançamento de sua primeira picape média. É a Landtrek, um projeto construído na sociedade que o Grupo PSA mantém com a chinesa Changan, que começará a ser vendida no segundo semestre deste ano em alguns mercados da América Latina, região que será a primeira no mundo a receber a picape, onde terá concorrentes locais de peso como Toyota Hilux, Chevrolet S10, Ford Ranger e Volkswagen Amarok, só para citar as mais vendidas.



Segundo informou a empresa na quinta-feira, 20, o modelo também será vendido na África Subsaariana, mas não na Europa, é somente para países emergentes (ou subdesenvolvidos, dependendo da leitura), a começar até o fim do ano pelo México. Em seguida será introduzida em alguns mercados irrelevantes da região. A Peugeot lista Equador, Peru, Guatemala, Panamá, Paraguai, República Dominicana e Uruguai. “O lançamento no Chile, Argentina e Brasil está previsto para uma etapa posterior”, diz o comunicado – possivelmente em 2021, o que ainda não foi confirmado pela subsidiária brasileira da marca.

A Peugeot afirma que a Landtrek intensifica a estratégia de internacionalização da marca e pavimenta sua entrada no segmento de picapes médias, que nas contas da empresa representa mais de 2,4 milhões de unidades vendidas por ano no mundo, mais de 400 mil na América Latina – daí o foco em lançar o modelo primeiro na região.

ORIGEM DESCONHECIDA




Peugeot Landtrek reboca até 3 toneladas

A fabricante não informa onde será produzida a picape a ser vendida ainda este ano no mercado latino-americano. No comunicado internacional da Peugeot (diferente do brasileiro), a fabricante dá uma indicação: “Graças à flexibilidade de nossas plantas e produção próxima às regiões de comercialização, a nova Landtrek irá adotar rápidas e eficientes adaptações às necessidades de seus futuros clientes”, diz o texto.

Ou seja, é de se esperar que num primeiro momento, para venda em mercados menores, o modelo seja importado de alguma fábrica emergente do Grupo PSA, talvez da própria China, de onde vem o projeto. Na chamada “segunda etapa” para a qual foi postergada a venda da Landtrek nos maiores mercados da América Latina, Brasil, Argentina e Chile, é quase impossível competir nesse segmento com um produto importado com tantos concorrentes produzidos localmente.

É possível esperar pela fabricação local nesse segundo momento para viabilizar as tais “rápidas e eficientes adaptações” aos clientes regionais – e neste caso a Argentina surge como candidata natural com sua vocação em produzir picapes médias concorrentes, como Volkswagen Amarok, Ford Ranger, Nissan Frontier e Toyota Hilux, que já fazem do país o quarto maior fabricante de picapes do mundo. Além das quatro argentinas, quando chegar ao Brasil a Landtrek terá a concorrência das brasileiras Chevrolet S10 e Mitsubishi L200.

PRIMEIRAS DESCRIÇÕES




Peugeot diz que caçamba da Landtrek será uma das maiores do segmento: picape tem capacidade de carga acima de 1 tonelada

Apesar de não dizer de onde virá a Landtrek nem quando exatamente será lançada no Brasil, a Peugeot já divulgou uma série de informações sobre os atributos da mais nova futura picape média do mercado. Segundo a fabricante, ela tem uma das maiores caçambas do segmento com capacidade para carregar de 1 a 1,2 tonelada de carga, modularidade de assentos inovadora, cabine com conforto de SUV, capacidade de reboque de até 3 toneladas, tração 4x4 para superação de obstáculos e robustez.

Com 5,33 m de comprimento e 1,92 m de largura, a nova picape estará disponível com cabine dupla e motor gasolina ou diesel, dependendo do mercado da América Latina a que se destina. É a configuração que deverá ser importada num primeiro momento para a região.

No comunicado internacional a Peugeot informa que o modelo terá versões chassi-cabine, cabine simples e dupla, para trabalho e lazer. As opções de powertrain detalhadas pela empresa no exterior são o 1.9 turbodiesel de 150 cavalos e 350 Nm de torque com câmbio manual Getrag de seis marchas, ou o 2.5 a gasolina e turbinado de 210 cv e 320 Nm, com a mesma transmissão manual ou a Punch automática de seis velocidades, programável para condução Eco ou Sport. A tração pode ser traseira 4x2 ou 4x4 normal ou reduzida, para superar terrenos adversos.


Landtrek tem várias configurações: chassi-cabine, cabine simples e dupla

A Landtrek adota a identidade global da Peugeot na grade dianteira. De resto, por fora a picape é bastante parecida com sua variante chinesa, a Kaicheng F70, da Changan. No interior, design e equipamentos são semelhantes aos de outros modelos da marca. No centro do painel está a tela tátil de 10” que reúne os controles de infoentretenimento, com disco rígido de 10 GB e compatível com Apple CarPlay/Android Auto. Dependendo da versão, o veículo conta com um inovador sistema de visão panorâmica de 360° off-road, baseado em câmaras periféricas, incluindo uma visão 3D que facilita a detecção de obstáculos ou a passagem por caminhos estreitos. Os bancos traseiros são rebatíveis 60/40 ou 100%, podendo suportar uma carga útil de até 100 kg.


No interior, design e equipamentos similares aos dos SUV da Peugeot

A picape tem pacote de sistemas de segurança ativa e passiva bastante completo, incluindo seis airbags de série, alerta de desvio de faixa de rodagem, Hill Descent Control (que permite manter o veículo em velocidade muito baixa e focar exclusivamente na direção, proporcionando maior controle nos declives mais acentuados), Trailer Swing Control (assistência para reboque) com controle eletrônico de estabilidade que reage automaticamente a movimentos inesperados do reboque.



Tags: Peugeot Landtrek, lançamentos, picape média, PSA, Changan China, mercado.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência