Automotive Business
  
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias
Volvo Cars dobra de tamanho 10 anos após aquisição pela Geely
Coletiva de imprensa em 28 de março de 2010, quando Li Shufu anunciou a compra do controle acionário da Volvo Cars

Negócios | 08/04/2020 | 19h00

Volvo Cars dobra de tamanho 10 anos após aquisição pela Geely

Fabricante sueca sob controle da chinesa passou de 450 mil carros vendidos em 2011 para 705 mil em 2019

REDAÇÃO AB

No fim do último mês de março a fabricante sueca de carros Volvo Cars completou 10 anos sob o controle da chinesa Geely, com o dobro do tamanho que tinha quando foi comprada da Ford – no até e então mais ousado lance internacional do bilionário chinês Li Shufu, dono da Zhejiang Geely Holding e raro exemplo de empresário capitalista que cresce em país de regime socialista, onde as estatais dominam todos os setores da economia. Pois parece que o espírito empreendedor de Shufu contaminou a Volvo e deu à empresa vendas, receitas e lucros recordes ao longo da última década.




Em 2011, um ano após ser comprada pela Geely, a Volvo Cars tinha 21,5 mil funcionários e as vendas globais somaram 449.255 carros naquele ano. Em 2019, os números praticamente dobraram: a empresa fechou o ano passado com 43 mil funcionários e 705.452 veículos vendidos no mundo todo. A Volvo elevou seu status de marca puramente europeia para uma operação verdadeiramente global no mercado de carros premium.

Há 10 anos a fabricante tinha duas plantas e uma fábrica de motores na Europa e agora tem quatro unidades industriais adicionais e um centro de pesquisa e desenvolvimento na China, além de uma fábrica de automóveis nos Estados Unidos que produz, somente lá, o novo S60 lançado há cerca de dois anos.

O novo acionista controlador não impôs sua cultura e soube explorar as potencialidades da Volvo, que renovou completamente sua linha de produtos com independência técnica, e soltou as amarras para sua expansão global, não só de vendas quantificadas em unidades, mas também reforçou sua reputação de marca premium em design, luxo e desenvolvimento tecnológico refinado.

“A Volvo Cars hoje está mais forte do que nunca”, afirma Håkan Samuelsson, CEO da empresa. “Com a Geely, começamos uma nova fase de sucesso que nos levou a um nível totalmente novo. Renovamos completamente nosso portfólio de produtos, estabelecemos presença global e quase dobramos nossas vendas. No futuro, continuaremos a expandir nossos negócios junto com a Geely.”

RENOVAÇÃO TOTAL DE PRODUTOS E FOCO EM NOVAS TECNOLOGIAS



A partir de 2014, com o lançamento do SUV renovado XC90, a Volvo renovou completamente seu portfólio de produtos com uma gama de novos SUVs, sedans e station wagons. Todos os novos modelos são construídos sobre a arquitetura modular de veículos SPA, desenvolvida pela Volvo, ou ainda pela arquitetura modular CMA, co-desenvolvida entre a Volvo e a Geely.

O novo portfólio de modelos provou ser um sucesso global, gerando seis recordes consecutivos de vendas e lucros. Em 2019 a Volvo Cars vendeu mais de 700 mil carros pela primeira vez em seus mais de 90 anos de existência. No Brasil, embora os volumes sejam baixos, o desempenho dos últimos anos é exemplo de como a marca vem crescendo no mundo todo: no mercado brasileiro a expansão foi de 15,8% em 2019, com quase 8 mil veículos emplacados.

Passada uma década da aquisição pela Geely, a Volvo Cars desenvolve estratégia para tornar-se uma das fabricantes que lidera o setor automotivo em eletrificação, condução autônoma e novos modelos de mobilidade.

Até 2025, a Volvo colocou para si a meta de que metade de seu volume global de vendas seja de veículos totalmente elétricos, e que os demais sejam híbridos. Esses carros farão parte de uma nova geração baseada na plataforma SPA2, sucessora de sua bem-sucedida arquitetura modular de veículos.

A empresa também planeja estabelecer milhões de relacionamentos diretos com os consumidores por meio de novas formas de mobilidade, assim espera desempenhar introduzir tecnologias de condução autônoma.



Tags: Volvo Cars, Geely, 10 anos de aquisição, Suécia, China, Li Shufu, Ford.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência