Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Produção de caminhões em abril fica pouco acima das 400 unidades

Balanço | 08/05/2020 | 18h35

Produção de caminhões em abril fica pouco acima das 400 unidades

Retração mensal passa dos 95% e só não foi maior porque algumas fábricas retornaram para atender encomendas

MÁRIO CURCIO, AB



A produção de caminhões em abril foi de apenas 403 unidades, registando queda de 95,2% na comparação com março e de 95,7% em relação a abril do ano passado. Com a maioria das fábricas parada por causa da quarentena imposta pela Covid-19, a montagem de veículos de carga recuou em abril para os níveis da década dos anos 50. Com isso, a produção no quadrimestre teve pouco mais de 25 mil unidades e já acumula queda de 26,5% ante iguais meses do ano passado. Os números foram divulgados sexta-feira, 8, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

“Alguns fabricantes retomaram a produção em abril por causa de compromissos com os clientes. A produção [por segmento] está pulverizada, com predominância de pesados e semipesados e vendas para o agronegócio”, afirma o vice-presidente da Anvafea, Gustavo Bonini.



O executivo recorda que outras fábricas vêm retomando a produção em maio pelos compromissos com transportadoras que estão renovando suas frotas e também pela estratégia de seus estoques.

O olhar sobre a produção mensal mostra que apenas 18 caminhões semileves e 13 médios foram fabricados. Do segmento de maior volume, os pesados, foram 230 unidades. Como comparação, em abril do ano passado eles totalizaram 5,8 mil.

VENDAS INTERNAS DESPENCAM


Os licenciamentos em abril registraram 3,8 mil caminhões, uma queda de 53,7% ante abril do ano passado. O quadrimestre já apresenta retração de 20,4%, com pouco mais de 23 mil unidades licenciadas. O maior volume de vendas permanece para os pesados, com 12,1 mil unidades no acumulado e queda de 20,2%, alinhada com o segmento como um todo.

EXPORTAÇÕES


As vendas externas também recuaram em abril, somando apenas 217 caminhões, uma queda de 80,3% na comparação com abril do ano passado.

“É mesmo um número muito ruim, mas já era esperado, com a Argentina praticamente fechada, Chile e Colômbia também. A pandemia está afetando os principais mercados de exportação”, afirma o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.



No quadrimestre a queda já chega a 17,9%, com pouco menos de 3 mil caminhões enviados ao exterior.

PRODUÇÃO DE ÔNIBUS CAI MAIS DE 80% EM ABRIL


O quarto mês de 2020 teve apenas 396 chassis para ônibus fabricados no Brasil (353 modelos urbanos e apenas 43 rodoviários). O número é 80,1% menor que o de março e está 85,8% abaixo de abril de 2019. No acumulado do ano a queda supera a dos caminhões e está em 28,5%.

No mercado interno houve apenas 320 ônibus emplacados, registrando queda de 81,3% na comparação com abril do ano passado. O acumulado do ano traz pouco menos de 4 mil ônibus e retração de 37,7% ante iguais meses de 2019.

Com as fronteiras praticamente fechadas, os embarques no quarto mês de 2020 somaram apenas 70 ônibus, 87,6% a menos que em abril do ano passado. A queda no acumulado do ano já chega a quase 60%, com apenas 1,1 mil unidades enviadas ao exterior. A retração já era importante no trimestre e foi acentuada por causa das restrições impostas pelo coronavírus.



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Caminhões, ônibus, produção, exportações, emplacamentos, Anfavea, Gustavo Bonini, Luiz Carlos Moraes, quarentena, pandemia, Covid-19, coronavírus.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência