Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volkswagen Gol chega aos 40 anos com 8,5 milhões de unidades produzidas
Gol foi projetado e desenvolvido pela Volkswagen do Brasil. Dois anos depois de lançado, já alcançava 100 mil unidades

Indústria | 11/05/2020 | 18h13

Volkswagen Gol chega aos 40 anos com 8,5 milhões de unidades produzidas

Modelo foi líder do mercado brasileiro por 27 anos seguidos e teve mais de 1,5 milhão de unidades exportadas

REDAÇÃO AB



O Volkswagen Gol está fazendo 40 anos este mês. A produção do hatch começou em 1980 na fábrica de Taubaté (SP). Em 1982 ele já alcançava a marca de 100 mil unidades. É o carro mais vendido no Brasil, com 6,9 milhões de unidades. A produção total passa de 8,5 milhões. Destes, mais de 5 milhões foram feitos em Taubaté.

Em São Bernardo do Campo (SP) a produção superou os 3 milhões. Na Argentina foram 190 mil. O Gol também foi o carro mais exportado, superando a marca de 1,5 milhão de unidades para 69 países. No Brasil ele foi o líder de vendas por 27 anos seguidos, de 1987 a 2013. Em 2014 o Fiat Palio tomou a dianteira e de 2015 em diante o Chevrolet Onix vem ocupando a ponta. O Gol também foi o primeiro carro flex.

A Volkswagen de Taubaté começou suas atividades em 1976, produzindo peças para a Kombi e o Fusca. Dois anos depois, passou a montar veículos. O primeiro foi o Passat. O Gol foi projetado e desenvolvido no Brasil, utilizando uma plataforma semelhante à deste Passat, mas um pouco menor.

O Gol lançado em 1980 tinha motor 1.3 arrefecido a ar, semelhante ao do Fusca. Em 1981 a Volkswagen passava a equipá-lo com o motor 1.6, também “a ar”. Em 1984 surgia o esportivo Gol GT 1.8 e em 1989 o Gol GTi 2.0, primeiro automóvel nacional equipado com injeção eletrônica.

A segunda geração do carro (com linhas arredondadas) foi lançada em 1994. Essa mesma carroceria passou por duas reestilizações, em 1999 e 2006. A geração atual foi lançada em 2008, quando o motor passou da posição longitudinal para a transversal. Naquele mesmo ano a fábrica de Taubaté recebeu R$ 600 milhões de investimento e 308 robôs.

Em 2012 surgia uma nova seção de pintura automatizada e à base d’água, com 110 robôs. Em 2018, Gol e Voyage passam a contar com câmbio automático opcional.

Abaixo, alguns fatos históricos da Volkswagen de Taubaté:


1976 – Inaugurada, a unidade faz peças estampadas, plásticas, injetadas e de tapeçaria para Fusca e Kombi produzidos em São Bernardo do Campo;
1978 - Primeiros cinco Passat produzidos na unidade e liberados para venda;
1979 - Início da montagem do Passat em série;
1980 – Início da produção do Gol, com motor 1.3 refrigerado a ar;
1982 - Primeiras 100 mil unidades do Gol produzidas;
1990 - Unidade comemora 1 milhão de veículos fabricados;
1993 - Taubaté recebe primeiros robôs para produzir a 2ª geração do Gol;
2008 - Novos Gol e Voyage entram em produção. Fábrica recebe R$ 600 milhões e instala nova armação, com 308 robôs;
2009 – 5 milhões de carros produzidos;
2012 - Inauguração da seção de pintura à base d’água com 110 robôs;
2014 - Inauguração da linha de produção do Up!, com aporte de R$ 1,2 bilhão para a modernização tecnológica;
2018 – Começa a produção de Gol e Voyage com opção automática; 7 milhões de VW feitos em Taubaté;
2019 – Comemoração de 300 mil Up! produzidos.



Tags: Volkswagen, Gol, VW, Taubaté, Passat, São Bernardo do Campo, Fiat, Palio, Chevrolet, Onix, Gol GT 1.8, Gol GTi 2.0, Up!.

Comentários

  • DANIELROBERTO DO NASCIMENTO

    Bomdia ,já tive o geração 3 e agora estou com o geração 5 ,o gol é show triste saber que se vai um carro tão bom, a Volkswagen tinha que continuar com um dos carros mais populares e vendidos, claro com modernizaçoes como segunda ante furto é um motor mais forte para o gol e Voyage o mínimo de 1.3 até 2.0 ficaria Show do bola o nosso gol.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência