Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de consórcios para veículos recua 15% até abril

Mercado | 11/06/2020 | 18h32

Venda de consórcios para veículos recua 15% até abril

Pandemia afeta os negócios no primeiro quadrimestre, avalia Abac

REDAÇÃO AB



As vendas de cotas de consórcio para veículos registraram queda de 15,6% no acumulado de janeiro a abril na comparação com o mesmo período do ano passado ao atingir 674,6 mil unidades. Os dados foram divulgados na quinta-feira, 11, pela Abac, associação das administradoras de consórcios.

Segundo a entidade, o isolamento social e o fechamento de diversas atividades da economia em razão da pandemia afetaram os negócios no período.

Apesar disso, o número de participantes ficou estável na mesma comparação anual, enquanto o número de contemplações – quando o consorciado recebe a carta de crédito – aumentou 11,2%, para mais de 408 mil pessoas que tiveram a oportunidade de comprar o bem.

Já no segmento pesado, o sistema de consórcio registrou avanço em todos os itens do negócio. Aqui, a Abac considera a soma das transações realizadas para caminhões, ônibus, tratores e implementos rodoviários. Para a Abac, o desempenho mais positivo se deve ao fato de se tratar de bens de produção, classificados como itens importantes dentro das atividades essenciais.

As vendas de cotas para pesados cresceram 16,2% no primeiro quadrimestre, para mais de 32 mil unidades. O tíquete médio subiu ligeiramente 1,2%, para R$ 165,3 mil unidades. As contemplações atingiram 15 mil consorciados, 26% a mais do que em iguais meses de 2019.



Tags: Consórcios, veículos, vendas, cotas de consórcio, Abac, mercado, crédito.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência