Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Mercado mundial de autopeças deve registrar queda de 15% em 2020

COVID-19 | 26/06/2020 | 18h04

Mercado mundial de autopeças deve registrar queda de 15% em 2020

Reflexos da pandemia permanecerão pelos próximos 5 anos por causa da mudança de comportamento do consumidor

REDAÇÃO AB



O mercado mundial de autopeças deve registrar queda de 15% nas vendas de 2020 por causa da Covid-19. A conclusão vem de um estudo da Bain & Company. Os reflexos da pandemia serão sentidos até a metade da década.

De acordo com a consultoria, apesar da recuperação nos próximos cinco anos na comparação com 2020, ainda serão registradas quedas significativas. A projeção é que o mercado de autopeças tenha entre 2021 e 2025 uma variação negativa entre 4% e 8% na comparação com as projeções anteriores à crise.

Os maiores impactos ocorrerão no fornecimento às montadoras. No Brasil, o faturamento das fábricas de autopeças no acumulado até abril já recuou mais de 30%. A Bain & Company ressalta que os dados da pesquisa não incluem o mercado chinês.



"A crise vai afetar especialmente a venda de carros novos. Mas o momento também pode representar algumas oportunidades. Nesse contexto, o Brasil pode aproveitar para aumentar a exportação a alguns países", recorda Carlos Libera, sócio da Bain & Company.

Ainda de acordo com a consultoria, os resultados serão determinados pelo novo comportamento dos motoristas. Com o isolamento social e o receio de contágio pelo novo coronavírus, as pessoas passarão a transitar em pequenas distâncias e dirigir menos. Esse comportamento deve permanecer pelos próximos anos. Outros fatores importantes a considerar são a incerteza econômica e o desemprego decorrentes da pandemia.

A Bain & Company adverte que as empresas precisarão investir em comunicação, fidelização do cliente e oferecer serviços adicionais para reconquistar o mercado. Será preciso ter preços competitivos e adotar medidas direcionadas como revisões gratuitas em veículos, contratos de serviço de longo prazo e extensão das garantias.

VENDA GLOBAL DE VEÍCULOS CAIRÁ QUASE 20%


A Bain & Company recorda que algumas atividades como a venda de veículos estão sofrendo os efeitos da pandemia com maior intensidade e que o cenário geral de desaceleração prolongada parece mais provável, com queda global de vendas estimada em 29% para 2020.

Para essa análise foram consideradas a configuração do mercado do primeiro trimestre de 2020, avaliações colhidas com especialistas em várias regiões, as medidas para enfrentar a Covid-19 em cada país e o desenvolvimento do cenário econômico esperado. No Brasil, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a projeção de queda nas vendas é de 40%.





Tags: Autopeças, pandemia, Covid-19, consultoria, Bain & Company, Carlos Libera, coronavírus.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência