Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 02/07/2020 | 17h15

Fenabrave prevê ano melhor do que a Anfavea

Entidade revelou projeção de queda de 36,6% nas vendas de veículos leves e pesados em 2020

PEDRO KUTNEY, AB



Depois da associação dos fabricantes, a Anfavea, divulgar sua primeira projeção para o mercado indicando tombo de 40% nas vendas de veículos leves e pesados este ano, que totalizariam 1,67 milhão de unidades, foi a vez da federação dos concessionários, a Fenabrave, revelar a sua previsão, um pouco mais otimista do que a das montadoras. A entidade estima a venda de 1,77 milhão de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus em 2020, o que resultará em retração de 36,6% sobre 2019.

A Fenabrave projeta um ano melhor do que a Anfavea em todos os segmentos do mercado nacional de veículos. No recorte da maior porção das vendas, de automóveis e comerciais leves, a associação dos concessionários prevê o total de 1,67 milhão de emplacamentos no todo, em queda de 37% sobre 2019. Para o mesmo período a projeção da Anfavea é de 70 mil unidades a menos, 1,6 milhão, retração de 40% na comparação com o ano passado.

Para o mercado de caminhões, no qual já existe falta de modelos extrapesados com capacidade de carga acima de 30 toneladas, com pedidos que só serão atendidos em outubro, a projeção da Fenabrave é de 82.854 veículos vendidos até o ano, o que representará recuo de 18,6%, bem menor do que a contração de 36% projetada pela Anfavea, que espera a venda de apenas 65 mil caminhões em 2020.

Nas vendas de ônibus, até aqui as mais afetadas pela crise, a discrepância de expectativas entre as duas entidades também é grande. A Anfavea espera a comercialização de apenas 10 mil unidades este ano, o que representam forte retração de 52% sobre o ano anterior. Já a Fenabrave projeta 16.554 emplacamentos de ônibus em 2020, em queda de 39% sobre os números da própria entidade em 2019. Neste segmento, as associações têm contagens diferentes, uma focada nos chassis pesados e não encarroçados vendidos pelas montadoras, outra nas vendas de todos os veículos classificados como ônibus.

“Começamos o ano com expectativa de alta geral do mercado de 9% a 10%, mas a pandemia reverteu tudo para um ano de queda expressiva e generalizada do mercado. Nossas novas projeções revelam isso, mas ainda falta previsibilidade e os números ainda podem mudar”, afirmou Alarico Assumpção Jr., presidente da Fenabrave.





- Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Fenabrave, concessionárias, mercado, vendas, emplacamentos, projeção, pandemia, coronavírus, Covid-19.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência