Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de motos fica abaixo das 46 mil unidades em junho

Mercado | 02/07/2020 | 19h23

Venda de motos fica abaixo das 46 mil unidades em junho

Falta de modelos de baixa cilindrada ainda afeta números do setor; Fenabrave já prevê menos de 700 mil unidades para 2020

MÁRIO CURCIO, AB



Os licenciamentos de motos em junho somaram 45,9 mil unidades, revelando alta de 57% sobre maio como consequência da reabertura tanto de Detrans como de concessionárias em boa parte do País. Já a comparação com junho de 2019 indica queda de 42,7%. Os números foram divulgados pela Fenabrave, que reúne as associações de concessionários.



- Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



A comparação com janeiro mostra como o setor está distante do ideal. O volume emplacado em junho foi a metade do que se teve no primeiro mês do ano (91,7 mil motos). Segundo a Fenabrave, entre os motivos para o fraco desempenho de junho está o desabastecimento da rede por causa do período de paralisação de parte das fábricas e também pelo ritmo mais lento adotado no retorno (como forma de prevenção à Covid-19).

“Também faltaram peças para montagem. Com isso estão em falta modelos de baixa cilindrada, cuja demanda cresceu por causa do aumento da procura pelos serviços de entrega”, afirma Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave.



A maior fábrica de motos no País é a Honda, que detém 77% do mercado no acumulado do ano e ficou parada por dois meses em razão da quarentena. A falta de produtos também foi sentida pelos consorciados.

As vendas no acumulado do ano somam 350,3 mil unidades, resultando em queda de 33,9% na comparação com o primeiro semestre de 2020. O volume para o período é semelhante ao de 20 anos atrás.

Assim como fez para automóveis e veículos comerciais, a Fenabrave revisou suas projeções para motos. No começo do ano, antes da pandemia, a entidade havia projetado um mercado de 1,17 milhão de unidades e alta de 9% sobre 2019. A nova estimativa é de 692,1 mil motocicletas e queda de 35,8%.



Tags: Fenabrave, motos, motocicletas, Alarico Assumpção Júnior, Covid-19, Honda, baixa cilindrada, consorciados.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência