Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Para ônibus, Mercedes-Benz vê volume pré-pandemia só em 2021
Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing para ônibus Mercedes-Benz, analisa as condições atuais do mercado brasileiro para o setor

Mercado | 15/07/2020 | 19h05

Para ônibus, Mercedes-Benz vê volume pré-pandemia só em 2021

Montadora registra recuperação gradativa do setor, indicando que o pior já passou

SUELI REIS, AB



No setor automotivo, o mercado de ônibus foi o mais afetado pela crise gerada pela pandemia, mas já vê uma curva de recuperação, ainda que muito gradativa. As vendas do segmento praticamente paralisaram entre abril e maio, mas voltaram a tomar fôlego a partir de junho, o que pode indicar que o pior já passou.

A análise é do diretor de vendas e marketing para ônibus da Mercedes, Walter Barbosa. Ele conta que em abril a empresa faturou algo em torno de 10% do total que estava vendendo antes da pandemia. Em maio, esse fluxo dos negócios melhorou um pouco e em junho chegou a 50%.

Atualmente, a empresa vende algo entre 30% e 50% do total que estava faturando antes da crise.

“A expectativa é de que até o fim deste ano chegue a algo entre 75% a 80% do que estávamos faturando e para 2021 esperamos voltar com níveis muito próximos de 80% a 100% do que estávamos vendendo”, afirma Walter Barbosa.

Em sua projeção para o ano, a montadora faz uso da mesma previsão divulgada pela Anfavea, presidida por um executivo da marca. A fabricante reforça que em 2020 as vendas totais de ônibus no Brasil podem atingir as 10 mil unidades, o que representaria uma queda de 52% sobre os 20,9 mil vendidos em 2019.

“ Pode ser uma variação um pouco maior, de 11 mil, mas vai depender mais do segmento de ônibus escolar, do quanto vai ser emplacado para o Caminho da Escola”, explica o diretor de vendas de ônibus da Mercedes.



Segundo o executivo, os escolares serão responsáveis pela maior demanda do mercado de ônibus no segundo semestre, isso porque há uma expectativa de que pelo menos 3 mil unidades sejam emplacadas só neste ano (leia aqui). Ainda assim, apesar da expectativa positiva, o setor vai depender da capacidade do governo em efetuar a compra desses veículos até o fim de 2020.



Tags: Mercedes-Benz, ônibus, Caminho da Escola, vendas, pandemia, mercado, Walter Barbosa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência