Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
#ABPlanOn termina em tom otimista sobre o futuro

Eventos | 28/08/2020 | 20h49

#ABPlanOn termina em tom otimista sobre o futuro

Dia final da jornada on-line trouxe aos seus 4 mil inscritos visões dos novos hábitos de consumo, do mercado de veículos e da mobilidade, de uma nova era tecnológica e digital

REDAÇÃO AB

O quinto e último dia da jornada digital ao vivo do #ABPlanOn trouxe aos 4 mil inscritos do evento a discussão “Next, O Médio Prazo do Setor Automotivo”, com reflexões valiosas para toda a cadeia de valor e uma visão de futuro otimista sobre os próximos anos. A conclusão é que a Covid-19 mudou muitos hábitos da sociedade que seguirão por muitos anos à frente, mesmo após a superação da pandemia.

Para ajudar a planejar esse futuro sob a cadência de um “novo normal”, Automotive Business desenhou o #ABPlanOn em formato 100% digital, em que além das mais de 15 horas de apresentações ao vivo divididas em todos os cinco dias da jornada, colocou à disposição dos participantes inscritos uma centena de documentos para download na plataforma do evento, que já soma mais de 90 mil acessos. Lá poderão ser baixados desde já e ao longo dos próximos dois meses artigos, vídeos, podcasts, e-books, infográficos e estudos preparados com exclusividade por consultores e 28 consultorias parceiras.

COMPORTAMENTOS DE USO E CONSUMO DE MOBILIDADE



Alexandre de Saint-Léon, líder global para o setor automotivo e de mobilidade do Instituto Ipsos, abriu o quinto dia do #ABPlanOn com a apresentação de uma pesquisa internacional que apontou o novo comportamento do consumidor em relação às suas preocupações e escolhas de mobilidade. Segundo o levantamento, para 46% das pessoas entrevistadas (em 22 países) a maior preocupação no momento é com a Covid-19. Em função disso, a pandemia provocou uma transformação global de usos e costumes que, aliada a uma disrupção tecnológica muito radical, já mudou os hábitos de consumo de forma perene pelos próximos anos (veja aqui reportagem completa).

No Brasil, o cenário aponta para tendências em paradoxo: enquanto 31% das pessoas dizem ter reduzido seu interesse pela compra de um carro (novo ou usado), 39% indicaram que seu interesse em adquirir um veículo cresceu diante da pandemia.

“A boa notícia para o setor é que na crise da pandemia o interesse por veículos está crescendo. A situação será difícil, sem dúvida, mas significa que existem oportunidades nos próximos meses.” (Alexandre de Saint-Léon, Ipsos)



O maior motivo impulsionador para quem ainda deseja comprar carro é justamente se proteger dos riscos de contaminação da Covid-19. Por outro lado, a principal razão para quem não tem intenção de comprar um carro ou postergar a aquisição é a situação financeira e econômica atual e o cenário de incertezas nessa área.

Pela primeira vez, a maioria das pessoas interessadas em comprar um carro estão dispostas a comprar via jornada 100% on-line. “Faz 10 anos que estamos esperando esse momento acontecer na indústria e ele está acontecendo hoje”, destacou Saint-Léon. “As empresas que conseguirem oferecer a melhor experiência digital vão se aproveitar das oportunidades”, concluiu.

O FUTURO PÓS-PANDEMIA



Gil Giardelli, professor, escritor, inovador na @5era, roboticista AÍ, membro da WFF e da World Future S, fez mais uma de suas projeções futuristas no #ABPlan, abordando o tema ”Quais Tendências Foram Aceleradas com a Pandemia” . A apresentação sobre “A Sociedade 5.0 e o Futuro da Conexão Urbana” trouxe o viés de que é cada vez mais urgente “pensar fora da caixa” e apostar todos os esforços na inovação, vislumbrando novos negócios para o futuro disruptivo da mobilidade.

“Todos nós, independente da área de atuação, seja automotiva, engenharia ou administrativa, vamos ter de ter alfabetização tecnológica e humana de dados.” (Gil Giardelli)



Giardelli elencou o roteiro dessa massificação tecnológica adiante: a inteligência artificial está cada vez mais presente em inúmeras aplicações de entendimento e leitura de dados para a resolução de problemáticas; o mundo híbrido (virtual e real) foi acelerado pela pandemia; a indústria automobilística e a de alta conexão estão se voltando para menos profissionais e mais automação.

Giardelli defendeu que o Brasil precisa de um choque para discutir o que será em 2030, “pensando em como vamos competir nessa aldeia global em meio a todas as tendências de tecnologias, como o green inovation, conceito novo baseado em tecnologias verdes que querem ajudar a combater as mudanças climáticas, no gap da justiça social e da desigualdade de renda, ou mesmo diante das cidades inteligentes, que já estão saindo do papel em alguns países (Japão, Emirados Árabes e China)”.

Para Giardelli, a “AI economy” (economia da inteligência artificial) vai reduzir os custos em 50% e triplicar a velocidade da indústria, gerando mais empregos com maiores salários. “Empresas que só moverem átomos e não moverem bits estão com problemas: existe hoje uma grande montadora que não tem um processo visando o carro autônomo e está com muita dificuldade para o futuro”, acentuou.

Para finalizar sua apresentação, Giardelli destacou uma frase lapidar do designer Tim Brown, da Ideo, que deve desenhar o pensamento dos gestores que pretendem fazer suas empresas sobreviverem à nova era da humanidade:

“Há um papel claro e real para a alta liderança, mas não é o de ter as ideias e sim de criar as condições para que elas existam.” (Tim Brown, Ideo)



A VISÃO DE FUTURO DOS PRESIDENTES



Para encerrar as apresentações ao vivo do #ABPlanOn, Marco Silva, CEO da Nissan Brasil e Aksel Krieger, CEO do Grupo BMW Brasil trouxeram sua visão sobre o futuro próximo – e ela é otimista (veja aqui reportagem completa).

“Vejo um 2021 melhor, com recuperação no mercado em geral e 2022 voltando ao patamar de vendas que foi 2019.” (Aksel Krieger, BMW Group)



“O mercado em geral vai crescer, mas vai passar por uma reestruturação, a forma como vendemos vai mudar e isso pode impactar também nas vendas.” (Marco Silva, Nissan)







Tags: #ABPlanOn, indústria, projeção, recuperação, futuro, Ipsos, Alexandre de Saint-Léon, @5era, Gil Giardelli, BMW, Aksel Krieger, Nissan, Marco Silva, pós pandemia, coronavírus, Covid-19.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência