Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Ford inicia produção da nova F-150 e de um centro de elétricos nos Estados Unidos
A nova F-150 começa a chegar às lojas em novembro, nos EUA

Indústria | 18/09/2020 | 16h10

Ford inicia produção da nova F-150 e de um centro de elétricos nos Estados Unidos

A renovada picape chega às lojas em novembro; versão elétrica será produzida no Complexo Rouge, em Michigan

REDAÇÃO AB

A Ford dos Estados Unidos iniciou, na quinta-feira, 17, a produção da nova geração da picape F-150, o veículo mais vendido do país, fabricada agora no histórico Complexo Rouge – que já foi a maior fábrica de automóveis do mundo e de onde saíram os famosos modelos A e B, no início do século passado – localizado em Dearborn, cidade vizinha a Detroit e onde fica a sede global da montadora. Bill Ford, presidente do conselho da empresa, também anunciou a construção de um centro de veículos elétricos no mesmo complexo, onde será produzida a versão elétrica da F-150, a partir de meados de 2022.

“Estamos orgulhosos de mais uma vez inovar para o futuro no Rouge, com a estreia da nova F-150 e a construção de um novo centro de manufatura para a produção da primeira F-150 elétrica”, discursou Bill Ford. “A crise de Covid-19 deste ano deixou claro por que é tão importante para empresas como a Ford ajudarem a manter nossa base de manufatura forte e o país a voltar ao trabalho”, afirmou.

A 14ª geração da F-150 estará nas concessionárias americanas em novembro e será “a mais resistente, segura e tecnológica já produzida”, segundo a montadora. O utilitário terá a maior capacidade de reboque e de carga útil da categoria, além de recursos inéditos que proporcionarão aumento de produtividade para quem a utilizar no trabalho. A motorização fica a cargo de um conjunto híbrido formado pelo V6 3.5 EcoBoost a gasolina, combinado com um motor elétrico de 47 cavalos. A potência combinada, porém, ainda não foi confirmada.

PICAPE GERADORA DE EMPREGOS



De acordo com um estudo realizado pelo Boston Consulting Group (BCG), a Ford F-150 está relacionada como um dos bens de consumo mais valiosos dos Estados Unidos e também é um importante gerador de empregos. O levantamento indica, por exemplo, que os modelos da Série F contribuíram com quase US$ 50 bilhões para o PIB daquele país em 2019. E mais: das mais de 2 milhões de picapes grandes fabricadas nos Estados Unidos no ano passado, a Ford produziu quase a metade – ou o dobro de qualquer outra marca. Por fim, o estudo aponta que a Série F sozinha gera mais receita do que grandes empresas como McDonalds, Nike, Coca-Cola e Netflix.

Sobre a futura versão elétrica da picape, a Ford adianta que o modelo será a mais potente e com menor custo total de operação já produzida até hoje, além de trazer uma tecnologia que possibilitará utilizar o veículo como fonte de energia para acampamentos e locais de trabalho. A montadora também garante que a F-150 elétrica terá um generoso porta-malas dianteiro (no lugar do motor a combustão), que permitirá transporte de carga e de objetos com mais segurança.



Tags: Indústria, Ford, F-150, Rouge, elétrica, Bill Ford, Boston Consulting Group.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência